-
Unioeste p%c3%b3sgradua%c3%a7%c3%a3o banner 794x80px

Compre casa

CIDADANIA

Circo adquire novos equipamentos com recursos da Justiça Federal

O Circo da Alegria, junto à Escola Municipal Anita Garibaldi, no Jardim Europa, adquiriu novos equipamentos para as suas atividades, aproveitando o repasse de recursos da Justiça Federal. 

10/08/2017 - 10:53

  • Circo arquivo dado guerra

    Imagem: Arquivo Dado Guerra

O projeto foi contemplado com um edital da Justiça Federal de 2016, que destina recursos de penas alternativas. O projeto, no valor de R$ 19.500,00, permitiu a aquisição de materiais de uso comum das crianças e jovens que fazem parte do projeto, incluindo sapatos e nariz de palhaços, bolas de equilíbrio, além de materiais para apresentações de malabarismos, como chapéus, claves de luz, contatos (bolas) de acrílico, entre outros materiais. A verba também possibilitou a aquisição de armários, que permitirão organizar melhor a sala de atendimento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

“São materiais caros, alguns deles importados, que não conseguimos comprar normalmente. Procuramos sempre utilizar os recursos deste projeto para atividades diretas com as crianças e adolescentes”, explica o coordenador do Circo da Alegria, Dado Guerra. Segundo ele,  o Circo da Alegria já tinha encaminhado projetos e recebeu a liberação de recursos em anos anteriores. Em 2014 foram repassados R$ 4 mil utilizados para a compra de colchões de segurança para as atividades circenses; em 2015 foram investidos R$ 10 mil na aquisição de monociclos e em 2016, R$ 19.500 para a compra de malabares, armários e adereços.

Além de estruturar melhor, estes investimentos trazem inovações ao projeto, o que é importante para manter a atenção das crianças. “A gente procura sempre fazer algo diferente, introduzir novos materiais para manter a atenção das crianças. Estes equipamentos servem de estímulo extra”, acrescenta Dado. Até mesmo a instalação dos armários, organizando melhor a sala de atendimento, serve de exemplo para as crianças e jovens. “Eles precisam de uma referência. Se eles virem ambientes bem organizados, também podem se espelhar e servir de referência para organizar melhor os ambientes onde vivem”, acrescenta Dado.

Implantado em 1992, o projeto Circo da Alegria, atende hoje cerca de 150 crianças, a partir dos 4 anos de idade, através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e Associação de Pais e Mestres da Escola Anita Garibaldi. O projeto envolve também as parcerias das secretarias de Assistência Social e de Educação. No projeto, as crianças recebem noções de cidadania, disciplina e responsabilidade e participam de atividades de formação circense, recreação, esporte, artes e informática.

Os jovens permanecem no projeto até cerca de 16 anos e muitos deles são encaminhados para o mercado de trabalho. Na região são 36 projetos sociais em andamento, dos quais muitos com a participação de profissionais formados no projeto de Toledo. A participação no projeto também implica em melhorias no aprendizado. No Circo da Alegria é feito um acompanhamento do desenvolvimento pedagógico da criança e também uma conscientização sobre a importância dos estudos. “Não premiamos ou punimos pelas notas, mas destacamos a importância do aprendizado, de ter um bom desempenho escolar”, explica Dado.

Ele esclarece também que o circo, por ser uma atividade prazerosa e desafiadora para as crianças e jovens, também chama bastante atenção, representando uma opção às ruas. “A gente se propõe a fazer um trabalho preventivo, oferecendo uma opção às crianças e jovens a falta de limites e riscos das ruas”.