Banner topo divulga%c3%87%c3%83o

Compassion 857747 1920

DINO

A qualidade dos vinhos franceses começa pelos vinhedos

Com os dias frios do ano cada vez mais próximos, o consumo do vinho ganha um grande destaque. E esse destaque se estende também para as vinícolas francesas.Todo cuidado é necessário para a qualidade do vinho, e uma das mais importantes começa nos vinhedos durante o plantio.
08/04/2020 - 09:16


  • 55cbca4d bb04 4222 bcb8 8a087a40944c

Com os dias frios do ano cada vez mais próximos, o consumo do vinho ganha um grande destaque. E esse destaque se estende também para as vinícolas francesas.

A França é referência mundial na produção de vinhos, sendo a segunda maior em área de vinhas plantadas, atrás apenas da Espanha. As primeiras vinícolas francesas surgem há mais de 2000 anos, podendo-se encontrar dados históricos que remetem às primeiras plantações de vinhas.

Quando se fala dos vinhos franceses, é apresentado toda a sua história, diversidade, importância e onde encontram os néctares mais cobiçados do mundo. Além de algumas variedades de uvas reconhecidas mundialmente, como das regiões de Bordéus e Gaillac.

A região de Bordéus, na França, é a segunda maior área de cultivo de vinhos em todo o mundo. Com uma produção anual de mais de 700 milhões de garrafas, Bordeaux produz uma quantidade enorme de vinhos de mesa para o dia a dia, como os mais caros e prestigiados vinhos do mundo.

Já em Gaillac, na região francesa de Midi-Pyrénée, os vinhos têm um processo de fermentação raro, trata-se da Gaillacoise, um método natural de segunda fermentação na garrafa que deixa o vinho mais doce e sem adicionar nada à bebida.

A qualidade do vinho começa nos vinhedos:

Todo cuidado é necessário para a qualidade do vinho, e uma das mais importantes começa nos vinhedos durante o plantio. Sendo assim, pode-se citar a eliminação das ervas daninhas, plantas que competem e retiram água, nutrientes e vitaminas do solo, e consequentemente das uvas presentes no plantio.

Como retirar as ervas daninhas sem prejudicar a vinícola:

A solução se apresenta na forma de uma nova tecnologia de capina elétrica, que com muito cuidado, cobre uma área ideal entre as vinhas respeitando sua integridade, através de uma solução sob medida que conta com um aplicador retrátil projetado para não danificar plantas jovens.

Ao contrário da remoção térmica de ervas daninhas, a energia alvo afeta diretamente as raízes sem aquecer e danificar desnecessariamente o solo circundante e o meio ambiente em larga escala.

O controle econômico de ervas daninhas é essencial para garantir o rendimento da produção e junto, equilibrar a necessidade da cultura com o meio ambiente, uma vez, que a capina elétrica não utiliza nenhum tipo de herbicida.

Conheça mais sobre a tecnologia da capina elétrica em: www.zasso.com.br



Website: http://zasso.com.br/