1444x150

GERAL

Projeto incentiva a pesquisa

Na tarde de hoje (18), carros elétricos estiveram expostos na praça Willy Barth. Os veículos fazem parte da exposição “Uma viagem pela tecnologia: do passado ao presente”, da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, desenvolvida pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. O evento é organizado pelo museu de Toledo e pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus Toledo.

18/10/2010 - 16:23


Os carros elétricos foram desenvolvidos por acadêmicos dos cursos de Engenharias Mecânica e Elétrica, da Unioeste, campus Foz do Iguaçu. Os veículos foram projetos no Parque Tecnológico de Itaipu - um dos parceiros e demais empresas daquela região.
O objetivo de construir carros elétricos, segundo um dos responsáveis pelo projeto, o professor Waldimir Batista Machado, é divulgar e motivar os jovens a desenvolverem projetos nas engenharias.
"Mais jovens devem se interessar pela engenharia no Brasil. Para a exposição trouxemos carros que participaram de duas competições – maratona de eficiência energética em 2009 e 2010 – os outros participaram de uma maratona neste ano", afirma.
Para a competição, conforme Machado, os alunos devem projetar e construir os seus carros com a máxima eficiência energética. O regulamento prevê que o veículo utilize uma quantidade de combustível e outra de carga elétrica ou bateria e, então percorra a maior distância possível independente da velocidade e do tempo.
"A produção não é em série. Os projetos são individuais, mas o que interessa é a eficiência energética do conjunto. No ano passado, competimos pela primeira vez e classificamos no 13º lugar. Neste ano, conseguimos o 4º lugar na categoria elétrica e em 6º na competição a gasolina", explica.
A diferença na competição do ano passado para esta, de acordo com o professor, foi o regulamento, pois em 2010 ele se tornou internacional, ou seja, o regulamento utilizado na Alemanha, França e nos EUA, foi usado no Brasil.
"O regulamento prevê que os veículos, exemplo, o elétrico faça uma velocidade mínima em 15 Km/h e a gasolina uma velocidade de 24 km/h. O tempo de montagem é variável. O início do planejamento para a competição de 2011 iniciou no mês de julho deste ano, ao final da competição. São vários os detalhes que resultam na melhoria do veículo. Os detalhes se tornam tecnicamente mais difíceis e caros", finaliza.
Na noite de hoje (18), os carros elétricos estão expostos na Unioeste. A programação da exposição “Uma viagem pela tecnologia: do passado ao presente”, da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, da Unioeste, segue até esta sexta-feira (22).