1444x150

GERAL

Governo lança campanha de doação de órgãos

Hoje (19), durante a reunião semanal da Escola de Governo, foi lançada a Campanha Nacional de Doação de Órgãos. De 2003 a 2009, o número de transplantes de órgãos aumentou em 63% e o número de córneas em 95%. Atualmente, 3.835 pessoas estão na fila de espera por um órgão, das quais 2.635 estão ativas, ou seja, aptas para o transplante.

19/10/2010 - 14:09


O secretário da Saúde, Carlos Moreira Junior, explicou que a implantação das Organizações de Procura de Órgãos (OPOs) tem como objetivo ampliar a captação de órgãos e tecidos no Paraná. “São seis OPOs que vão servir de ponte entre as comissões internas dos hospitais e a Central de Transplantes, ajudando na identificação de possíveis doadores, na abordagem das famílias e na manutenção desses doadores até o transplante”, afirma.

As Organizações estão localizadas em hospitais das cidades de Curitiba, Região Metropolitana, Ponta Grossa, Cascavel, Londrina e Maringá. A distribuição delas é baseada na proporção de uma unidade para cada 2 milhões de habitantes, estabelecida pelo Plano Nacional de Implantação de OPOs, lançado em outubro de 2009 pelo Ministério da Saúde, por meio da Portaria 2.601. Elas contarão com um médico coordenador, seis enfermeiros e dois funcionários para funções administrativas.

Para isso, a Secretaria da Saúde comprou cinco Ecodopplers Transcranianos (ultra-som para avaliar o fluxo das artérias cerebrais) que facilitarão o diagnóstico da morte encefálica - um investimento de R$ 300 mil. Os aparelhos estão localizados em Curitiba (dois), Cascavel, Londrina e Maringá.

Recentemente, mais quatro hospitais obtiveram credenciamento junto ao Ministério da Saúde para a realização de transplantes. O Hospital Universitário de Londrina que foi credenciado para o transplante de medula óssea e de pele, o Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, para transplante de medula óssea, o Hospital de Olhos, também em Curitiba, que agora terá seu próprio banco de olhos, e o Hospital Evangélico de Curitiba credenciado para ao transplante de pele.

Ao todo, o Paraná conta hoje com 82 unidades credenciadas para a realização de transplantes e seis bancos de tecidos.

 

Da AEnotícias