Banner casa de noti%cc%81cias

GERAL

Leite de mãe de bebê prematuro pode ter colostro por tempo prolongado

Em entrevista a Casa de Notícias a coordenadora do Banco de Leite Humano Dr. Jorge Nissiide, Helena Mayer afirmou que estudos já constataram que o leite de mães que tiveram bebês prematuros podem ter o colostro, o primeiro leite materno, por até seis meses. Confira no vídeo.

21/10/2010 - 16:36


"O Banco de Leite de Toledo incentiva as mães a fornecerem o seu leite ao seu bebê prematuro, pois sabemos que este leite tem maior quantidade de proteína e de gordura por um tempo maior do que em gestações completas", afirma.

A coordenadora do Banco de Leite, Helena Mayer, ainda acrescenta que algumas pesquisas comprovam que o leite materno é produzido conforme a necessidade de cada bebê.

"O leite humano não é industrializado. Eu, como nutricionista, oriento que este deve ser o único alimento até os seis meses de vida. O bebê não precisa de mais nada. A nossa prioridade do Banco de Leite é que a mãe amamente o seu bebê e promova o aleitamento materno. Quanto mais o bebê mamar, mais leite ela vai produzir", salienta.

A nutricionista orienta para que as mães verifiquem as fases do leite. O primeiro leite é água e a vitamina, responsáveis por sanar a sede da criança; o segundo leite é a proteína, que faz com que o bebê cresça e se desenvolva e o último é a gordura, responsável pelo ganho de peso da criança.

"Amamentar é tudo de bom. Gostaria de parabenizar todas as mães, porque amamenta não é tão fácil, mas hoje temos um Banco de Leite Humano para auxiliar a comunidade. Um trabalho diário e gratuito", enfatiza.

 

Caminhada

No domingo (24), o Banco de Leite Humano Dr. Jorge Nisiide, do Hospital Bom Jesus, realiza a ‘Caminhada da Saúde’, a partir das 7h30, no Lago de Toledo. O tema da caminhada é 'Aleitamento materno e parto natura'.

Unioeste 1144x250px