Casa de noti%cc%81cias 794x80 px

Compre casa

GERAL

Servidores são afastados sob suspeita de recebimento irregular de salários e horas extras

MPPR em Toledo obtém liminar que impõe afastamento de diretora e dois enfermeiros de unidade de saúde investigados na Operação Dolce Lavoro

16/05/2018 - 15:03


  • Prefeitura de toledo

Em Toledo, a Justiça determinou o afastamento provisório da diretora de um hospital da cidade (Mini Hospital) e de dois enfermeiros. A decisão, em caráter liminar, atende pedido do Ministério Público do Paraná, por meio da 4ª Promotoria de Justiça da comarca, que tem atribuição na área de proteção do patrimônio público.

A Promotoria conduz a Operação Dolce Lavoro, que apura crimes relacionados à adulteração de dados de registro de frequência (ponto) de servidores públicos municipais da área da saúde para pagamentos indevidos de salário, incluindo horas extras, dentre outras irregularidades. A investigação prossegue em caráter sigiloso.

O afastamento dos servidores municipais foi determinado pelo Juízo da 1ª Vara Criminal de Toledo. No pedido liminar, o MPPR sustentou que a permanência dos investigados no serviço público poderia ocasionar prejuízo à investigação, o que foi acolhido pelo Judiciário.

Com a decisão, os requeridos também estão proibidos de comparecer às dependências da sede da Prefeitura Municipal de Toledo, da Secretaria de Saúde de Toledo e no Núcleo Integrado de Saúde Dr. Jorge Milton Nunes, bem como de manter contato com testemunhas que já foram ou ainda serão inquiridas pelo Ministério Público.

Fonte: MPPR