Whatsapp image 2021 02 08 at 19.08.55

EDUCAÇÃO

Unioeste: Curso de História campus Marechal Cândido Rondon desenvolve jogos para ensino remoto

Para usar o Jamboard, o professor deve acessar as peças dos jogos pelo link disponibilizado
31/03/2021 - 14:55
Por Assessoria - Thiago Leandro


Como educar e ensinar quando o isolamento social, o ensino remoto e a pandemia nos impõem tantos obstáculos? É exatamente esse o trabalho que vem sendo desenvolvido no curso de Licenciatura em História, da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Campus Marechal Cândido Rondon. 

A possibilidade de reflexão sobre os assuntos pedagógicos e contribuir com a realidade do ensino remoto nas escolas tem sido uma das prioridades do subprojeto de História de Residência Pedagógica composto por 26 acadêmicos e coordenado pela professora da disciplina de História Moderna, Claudia Monteiro. Dentro da proposta do projeto está a aplicação de jogos nas escolas e isso começou a ser feito em 2020, porém com a pandemia foram necessárias adaptações “Eu e a equipe de acadêmicos, a partir do contato com as professoras de História dos colégios atendidos pelo projeto, conhecendo um pouco do que está sendo a realidade do ensino remoto, pensamos em contribuir adaptando jogos que inicialmente seriam para a realidade do ensino presencial para o ensino remoto utilizando a ferramenta do Quadro-Jam (Jamboard) que faz parte do pacote de aplicativos do Google (tais como o drive, o meet, o gmail, etc.)”, conta a professora Claudia. 

Um desses jogos é sobre a expansão marítima europeia que apresenta de forma lúdica e divertida a realidade das condições de vida e a insalubridade das caravelas portuguesas no período das grandes navegações “as cartas do jogo relatam os problemas que haviam nessas viagens que duravam meses, e a tripulação enfrentava diversos problemas, como doenças, fome, sede, tempestades, gerando motins e violência entre os marujos’’. O interessante é que a proposta encabeçada da pela professora Claudia Monteiro possibilita a utilização da ferramenta tanto no ensino presencial, quanto atendendo a realidade atual, que é de aulas remotas, cumprindo o isolamento social “No ensino presencial basta imprimir o tabuleiro e as cartas, já no remoto, através dessa ferramenta do Jamboard que funciona como um quadro branco interativo em que os alunos e o professor podem movimentar as peças ao mesmo tempo”, explica Claudia. 

On-line 

Para usar o Jamboard, o professor deve acessar as peças dos jogos pelo link do drive que está na página (https://www.canalcurtahistoria.com/conteudo-criatividade) baixar as peças, criar um novo Jam e carregar as imagens, esse Jam fica arquivado na conta do google tal como o drive e pode ser usado em mais de uma turma. Vale lembrar que na página existem outras possibilidades de jogos que também podem ser utilizados durante as aulas remotas. 



Casa de not%c3%adcias %281%29