Casa de not%c3%adcias 1144x150

ECONOMIA

Empresa residente no Biopark oferece plataforma digital para financiamento agrícola

A nova empresa residente no Biopark, a Agroinvesting, consiste em uma plataforma de financiamento agrícola colaborativa que conecta agricultores que necessitam de recursos com investidores que estão dispostos a financiá-los
04/01/2022 - 09:46
Por Assessoria


A agricultura brasileira tem uma grande importância para o país. Mas para tornar a atividade cada vez mais competitiva e tecnológica, muitos produtores, principalmente pequenos e médios, necessitam recorrer a financiamentos. A nova empresa residente no Biopark, a Agroinvesting, consiste em uma plataforma de financiamento agrícola colaborativa que conecta agricultores que necessitam de recursos com investidores que estão dispostos a financiá-los.   

Fundada em 2018 em Lima, no Peru, a empresa tem o propósito de valorizar a agricultura, principalmente levando em consideração seu impacto na produção de alimentos e diminuição da pobreza. Dessa forma, a Agroinvesting se propõe a empoderar e globalizar os agricultores da América Latina. “Queremos que todos os agricultores se tornem globais e nós temos produtos de acordo com o tamanho que lhes permite crescer, saindo de uma agricultura apenas de subsistência”, explica Alberto Falcón, CEO da Agroinvesting.    

Entre os diferenciais da empresa estão a solicitação de crédito de forma 100% on-line e com taxas de juros menores, se comparado à Instituições tradicionais, além de linhas de crédito específicas para jovens, que muitas vezes acabam abandonando o campo por falta de rentabilidade ou incentivo, e para mulheres.   

“Após uma análise estatística que fizemos no mercado, percebemos que muitas mulheres chefes de família no Peru eram proprietárias de propriedades agrícolas, mas com tamanho pequeno, entre 1 a 4 hectares em média, uma agricultura considerada de subsistência, e nosso financiamento inicial era focado em produtores agrícolas com cerca de 20 hectares. Abrimos uma nova linha de crédito e desta forma elas poderiam solicitar um empréstimo que lhes permitiria crescer. Nosso histórico mostrou que além de ser boa pagadora, a mulher é melhor administradora dos recursos”, explica Alberto.  

Com o auxílio do Biopark, a Agroinvesting vê grandes possibilidades dentro do mercado brasileiro, principalmente, para trazer mais inovação e rentabilidade ao setor. "Sabemos que o mercado brasileiro tem um segmento muito maior se comparado ao Peruano. Encontramos no Biopark um aliado importante, que oferece o apoio necessário para conseguirmos entrar no mercado brasileiro e adaptar ainda mais a nossa solução à realidade dos agricultores. Ofertamos benefícios que permitirão tornar o acesso ao crédito mais justo, evitar o êxodo rural, principalmente de jovens, valorizar a mulher agricultora e tornar a produção agrícola muito mais rentável, já que o dinheiro que deixam de pagar em altas taxas de juros pode ser aplicado para  inovar e  melhorar os seus processos como setor agrícola”, acrescenta Alberto.  

Para conhecer melhor a empresa é possível acessar o site https://www.agroinvesting.lat/. Em caso de dúvidas, o contato é o (45) 98826 4646 (WhatsApp). A previsão é que o acesso à plataforma em português esteja disponível até o final de janeiro de 2022.