Banner topo divulga%c3%87%c3%83o

Compre casa

Começou a Copa!

Podem ser considerados grupos complicados os grupos E (Brasil) e F (Alemanha)

04/12/2017 - 14:20
Guilherme de Castro

Guilherme de Castro

Guilherme de Castro é engenheiro ambiental, empreendedor e um grande apaixonado por futebol. Durante a Copa do Mundo FIFA de 2018 passa a ser também nosso colunista especial de esporte. Ele, que sabe tudo sobre o mundial de futebol, vai nos trazer as principais notícias sobre as equipes que participam da competição, em especial, é claro, sobre a equipe do Brasil. Contamos com você nessa jornada!

  • Sorteio copa

Na sexta-feira (01), aconteceu no Palácio Estatal do Kremlin, em Moscou, o sorteio da Copa do Mundo de 2018. Pelo chaveamento mostrado acima, não há um grupo muito difícil, o chamado “Grupo da Morte” como havia em 2014, quando Uruguai, Inglaterra e Itália caíram no mesmo grupo, juntamente com a Costa Rica (hoje adversária do Brasil) e que surpreendeu naquela copa, deixando ingleses e italianos fora ainda na primeira fase. Podem ser considerados grupos complicados os grupos E (Brasil) e F (Alemanha). Comentarei a seguir o que acho de cada um dos grupos e meus palpites dos classificados.

 

Grupo A

 

O jogo de abertura da copa e do Grupo A será bem sem graça. A Rússia, dona da casa, abrirá o torneio contra a fraca seleção da Arábia Saudita, dia 13 de junho, às 15h (horário de Brasília). Os russos brigarão com o Egito pela segunda vaga do grupo A, porque o Uruguai não deverá ter problemas para ficar em primeiro na chave. Classificados: Uruguai e Rússia.

 

Grupo B

 

Na primeira rodada, vale muito a pena assistir o jogo do Grupo B Portugal e Espanha, dia 15/06 às 15h. É o duelo do Cristiano Ronaldo contra grande maioria de seus companheiros de Real Madrid e adversários de Barcelona que provavelmente decidirá o primeiro lugar do Grupo B porque acredito que as duas seleções não deverão ter dificuldades para classificar neste grupo, com Marrocos e Irã. Classificados: Portugal e Espanha.

 

Grupo C

 

O Grupo C foi muito bom para a França e não deverá ter problemas para classificar em primeiro lugar na chave, com Austrália, Peru e Dinamarca. Peru e Dinamarca jogarão pela segunda vaga no grupo mas os dinamarqueses levam uma certa vantagem por terem jogadores com mais cancha internacional do que os peruanos e, estes dependem muito do Paolo Guerrero, jogador do Flamengo, e maior astro da seleção peruana e, o desempenho da seleção passa muito pela presença dele ou não na Copa (Em novembro, o jogador foi flagrado no Doping e está suspenso). A Austrália será figurante na chave e não irá incomodar. Classificados: França e Dinamarca.

 

Grupo D

 

A Argentina, assim como a França, deu sorte também e caiu em um grupo relativamente fácil, o Grupo D com Islândia, Croácia e Nigéria e não terá problemas para classificar, porque tem um ET chamado Messi. Os “Hermanos” virão muito fortes para a Copa, pela classificação dramática nas Eliminatórias Sul-americanas. A Islândia, um pequeno país próximo do polo norte, com população menor do que Cascavel (Cerca de 300 mil habitantes), estreante em Copas do Mundo, assustou a Europa na Eurocopa em 2016, classificando na primeira fase onde todos achavam que seria um “saco de pancadas” e levaria goleadas em todos os jogos, ainda eliminou a Inglaterra de virada nas oitavas e só parou nas quartas de final, perdendo de 5x2 para a França, além do show da sua torcida. Os islandeses podem ser a grande surpresa da Copa. A Croácia (a seleção dos “ic”, ex: Mandzukic, Rakitic e Modric) complicou o jogo para o Brasil na estreia da última copa e vem com boa parte do grupo de jogadores que vieram aqui em 2014, podendo muito bem tirar a primeira colocação da Argentina, jogando bonito e com uma defesa sólida. Já a Nigéria pode surpreender, mas não vejo como ameaça. Classificados: Argentina e Islândia.

 

Grupo E

 

O BRASIL pegou um grupo equilibrado, mas longe de ser fácil, no Grupo E, com Suíça (17/06 às 15h), Costa Rica (22/06 às 9h) e Sérvia (27/06 às 15h). Os suíços brigaram com Portugal até a última rodada das Eliminatórias Europeias pela vaga direta, têm uma forte defesa e sofrem pouquíssimos gols mas também não fazem muitos. 1x0 contra a Suíça é goleada, o Brasil terá muito trabalho para ganhar o jogo e será o adversário mais difícil da Seleção de Tite. A Costa Rica vejo como a seleção teoricamente mais fraca mas coloco ressalvas nisso por surpreenderem na copa de 2014, parando apenas nas quartas para a Holanda e nos pênaltis, podem surpreender mas acho que dessa vez não deve assombrar. A Sérvia é a herdeira da história e do estilo de futebol da antiga Iugoslávia, bem parecido com o nosso, que antigamente chamavam de “Brasil da Europa”. Os sérvios foram campeões mundiais Sub-20 em 2015 e muitos desses jogadores estarão em ação contra Neymar e Cia, entretanto os maus resultados desde 2010 colocam em dúvida a força da seleção do leste europeu. Mesmo com uma chave equilibrada, o Brasil é soberano no grupo e classificará em primeiro, mas terá jogos difíceis contra os europeus, que disputarão a segunda vaga. Classificados: Brasil e Suíça.

 

Grupo F

 

Eis que chegamos no que acho o grupo mais difícil da copa, o Grupo F, com Alemanha, México, Suécia e Coreia do Sul. Embora seja uma chave complicadíssima para os alemães, com mexicanos e suecos podendo complicar, acredito que não terão maiores dificuldades para se classificarem em primeiro lugar. O México decidira a segunda vaga do grupo com a Suécia, que eliminaram a poderosa Itália nas Eliminatórias e vêm para a Copa com um forte sistema defensivo, capaz de travar o rápido ataque mexicano. Quem perder pontos para os sul coreanos ficará de fora, porque a Coreia do Sul fará figuração na Copa. Classificados: Alemanha e México.

 

Grupo G

 

No Grupo G, Bélgica e Inglaterra não terão qualquer dificuldade para se classificarem em um grupo com Panamá e Tunísia. Os Belgas têm uma geração muito talentosa e mais experiente em copas (a primeira foi em 2014), por isso acredito que essa seleção chegará longe nessa Copa, no mínimo nas quartas. Os ingleses virão à Rússia com mais esperanças de um resultado mais expressivo depois de tantos fracassos nos últimos mundiais. As seleções sub-17 e sub-20 da Inglaterra foram campeãs mundiais em 2016 e 2017, respectivamente e alguns talentos estarão na Copa. Olho no “English Team”. Panamenhos e tunisianos não tem qualquer chance nesse grupo e são as seleções mais fracas da Copa. Classificados: Bélgica e Inglaterra.

 

Grupo H

 

Por fim, o Grupo H traz a Polônia como cabeça de chave, juntamente com Senegal, Colômbia e Japão. Os poloneses são a força do grupo e devem se classificar, mas não se surpreenda se colombianos e senegaleses resolverem aprontar e deixar de fora o time de Lewandowski e Cia. Senegal é o melhor time africano no momento e a Colômbia sempre surpreende e joga bonito. Classificados: Polônia e Colômbia

 

Até o início da copa falarei mais sobre cada seleção, contando curiosidades, campanhas das últimas copas e o clima gostoso de copa do Mundo que toma conta do Brasil a cada 4 anos.

 

Valeu,

 

Guilherme.