Banner topo divulga%c3%87%c3%83o

Compassion 857747 1920

TECNOLOGIA

PTI leva uma série de soluções para o agronegócio ao 31º Show Rural Coopavel

Ações do PTI estarão divididas em duas áreas, no Show Rural Digital e no estande em parceria com a Itaipu e o Programa Oeste em Desenvolvimento

29/01/2019 - 16:17


  • Show rural easy resize.com

A melhoria na qualidade da energia elétrica com a instalação de sistemas fotovoltaicos na área rural,  projetos para melhorar a produtividade rural e empresas incubadas com soluções voltadas ao agronegócio são alguns dos temas que o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) leva este ano à 31ª edição do Show Rural Coopavel, que acontece entre os dias 4 e 8 de fevereiro em Cascavel. O PTI estará no evento em dois espaços diferentes com uma grande diversidade de assuntos de interesse do público que visita a feira. 

Uma dos espaços em que o PTI concentrará suas ações é no Show Rural Digital, na rua 9 da feira. O Parque Tecnológico também estará em um estande com a Itaipu Binacional e o Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), apresentando iniciativas desenvolvidas em parceria com as instituições. Além das atrações nos dois estandes, o PTI também promove palestras relacionadas ao potencial da energia solar no agronegócio. 

O diretor superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado Afonso, destacou que a participação do Parque Tecnológico no evento é mais uma ação de aproximação com a comunidade e o setor produtivo. “É um espaço para que o PTI demonstre junto ao setor produtivo sua eficácia e eficiência para apoiar quem produz, fazendo com que, por meio de tecnologia e inovação, tenhamos um cenário cada vez mais moderno em termos de produção agrícola no país”, afirmou. 

No estande compartilhado com a Itaipu e o POD, de segunda a sexta-feira será apresentado o projeto de expansão e fortalecimento do sistema plantio direto, baseado na aplicação do Índice de Qualidade Participativo (IQP), desenvolvido pelo PTI em parceria com a usina e a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP). A ferramenta avalia a qualidade desse sistema, gerando um relatório que indica boas práticas e pontos a melhorar das áreas analisadas. Durante o evento o público poderá conhecer a metodologia por meio de um simulador do IQP online. 

Energia Solar 

Outro assunto que será tratado pelo PTI no 31º Show Rural é a diversificação de fontes de produção de energia, especialmente a solar. No dia 6, às 13h, o gerente do projeto de Energia Solar do PTI, ministra palestra sobre “O potencial da energia solar no agronegócio” no auditório instalado no estande do Parque com a Itaipu e o POD.  

Também nesse estande ficará disponível durante todos os dias do evento um simulador onde o público poderá consultar gratuitamente o potencial solar de sua propriedade, residência ou empreendimento, com base em dados disponibilizados pelo Atlas de Energia Solar do Estado do Paraná. O Atlas aponta que o Paraná tem um potencial de produção de energia fotovoltaica 43% superior ao da Alemanha, que é um dos países que mais consome energia solar no planeta. 

O tema também será abordado pelo Laboratório de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (Lasse) do PTI, que apresenta o estudo técnico do monitoramento da qualidade de energia elétrica a partir da implantação de unidades de geração distribuída em diferentes regiões do Oeste do Estado. 

Incubadas 

Cinco empresas incubadas na Incubadora do PTI vão apresentar produtos que podem interessar aos produtores que vão participar do evento. Elas estarão no Show Rural Digital. A EVAH.io, por exemplo, desenvolve soluções para impulsionar vendas online que podem ser úteis ao agronegócio. A Embio mostra o fertilizante biológico, desenvolvido para aumentar a produtividade das lavouras e reequilibrar o solo. 

Outra incubada que estará no evento é a AIS, que atua com ambientes virtuais e vai demonstrar a aplicação dessas tecnologias na agroindústria. A Brexbit, empresa que trabalha com criptomoedas, está desenvolvendo um projeto para substituição das guias de transporte animal para garantir a rastreabilidade dos animais. Já a STAC leva à feira sua solução desenvolvida para gestão e automação de aviários, que integra o avicultor e as cooperativas. 

Tecnologia

No Show Rural Digital, o público do Show Rural vai poder conhecer projetos do Parque que trazem benefícios ao agronegócio, como o Sistema de Monitoramento de Estações Meteorológicas (SMEC2), lançado na última semana em parceria com a Itaipu e o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar). O sistema reúne dados de 105 estações no Estado e pode auxiliar produtores rurais na tomada de decisão e assim obter melhores resultados.