Banner topo divulga%c3%87%c3%83o

Compassion 857747 1920

LITERATURA

Scholastique Mukasonga é a primeira escritora confirmada na Flim 2019

A escritora da República de Ruanda, na África, vive na França desde 1992. Entre suas obras mais conhecidas estão “A mulher de pés descalços” e “Nossa senhora do Nilo

09/10/2019 - 18:08


  • Scholastique mukasonga
  • A mulher

Já está no ar o site com programação completa da Festa Literária Internacional de Maringá (FLIM) 2019 . Com isso o público pode se programar para acompanhar diversas atividades. São 39 autores até agora, entre locais e estrangeiros. Outros ainda serão anunciados. O tema “Conexões” será debatido durante o evento entre 6 e 10 de novembro, no estacionamento do estádio Willie Davids. 

 

Além dos convidados famosos, haverá 40 eventos entre palestras, debates, shows, oficinas, contação de histórias, lançamentos de livros, entre outros. O secretário de Cultura, Miguel Fernando, aponta que divulgar a ampla programação com antecedência no site ajuda as pessoas fazerem suas agendas para visitar a Flim e participar do evento. Também uma feira literária com expositores de lojas, livrarias, editoras, artesanato, universidades, teatros, órgãos públicos, entre outros. E ainda visitação de grupos escolares. 

A Flim foi criada em 2014. No ano passado reuniu 50 mil pessoas e movimentou R$ 120 mil. A organização estima aumentar o público em 40% esse ano. 

 

CONVIDADOS:

• Scholastique Mukasonga - africana que tem livros com aspectos sociais lançados no Brasil. Entre eles "Baratas" (2008), que aborda o genocídio em Ruanda em 1994, quando perdeu familiares; 

• Contardo Calligaris - escritor e psicanalista italiano. Tem formação na França e Suíça. Vive no Brasil há 20 anos, já lançou diversos livros e é colunista da Folha de São Paulo; 

• Paulo Cesar Araújo - lançou em 2006 o polêmico “Roberto Carlos em detalhes”. O próprio cantor se esforçou na Justiça para proibir a circulação da obra. O que conseguiu no ano seguinte. A biografia não autorizada foi retirada das lojas. Mas virou tema de debates;

• Zeca Camargo - escreveu mais de dez livros paralelamente  a carreira de jornalista. Além, de editar revistas como Capricho e ser editor e apresentador da MTV Brasil;

• Fernanda Takai - a vocalista da banda Pato Fu se especializou em literatura infantil paralelo à sua conceituada carreira musical solo no segmento pop rock. São aproximadamente 30 títulos entre discos, DVDs e livros; 

• Moraes Moreira - aos 72 anos o músico baiano é uma lenda viva da MPB e lançou livros. Participou do icônico grupo Novos Baianos na década de 1970 e tem mais de 30 álbuns da discografia solo; 

• Xico Sá - o jornalista cearense tem ampla experiência na escrita. Desde repórter investigativo até livro que virou filme, como "Big jato". Figura folclórica na imprensa esportiva e cultural; 

• Tulipa Ruiz - além de cantora também é ilustradora. Desde 2009 é apontada como uma das principais cantoras da nova MPB; 

• Prisca Agustoni - poeta, professora, escritora e tradutora da Suiça;

• Roger Mello - ilustrador brasiliense especializado em literatura infantil. Já publicou mais de 100 livros e tem prêmios internacionais; 

• Marçal Aquino - escritor e roteirista. Escreveu roteiros dos filmes "O cheiro do ralo", "O invasor", "Nina", entre outros;

• Elson Cabral D´Almeida - escritor da Guiné-Bissau;

• Alexandre Rampazo - premiado ilustrador paulista e autor de livros infantis;

• Antonio Antunes Fonseca - escritor de Angola, apresentador do programa de radio "Antologia";

• Bianca Pinheiro - escritora carioca, quadrinhista premiada no troféu HQMix; 

• Cacau Mourão - gaúcho especializado em projetos cultural na linguagem de Libras;

• Daniela Arbex - jornalista e escritora mineira com livros lançados no exterior;

• Edmilson Almeida Pereira - poeta e professor mineiro especialista em literatura africana; 

• Fabio Wientraub - poeta, professor e editor com ampla experiência no mercado editorial; 

• Giovana Madalosso - jornalista, escritora e roteirista paranaense com formação em cinema nos EUA;

• Jô Duarte - jornalista e escritora mineira que já trabalhou no Jornal do Brasil e Editora Abril;

• Léo Castilho - educador e produtor com experiência em atividades para surdos;

• Maria Homem - psicanalista e professora relacionando o ensino com cinema e literatura;

• Marcelino Freire - escritor e editor pernambucano. Já recebeu prêmios nacionais;

• Rogério Pereira - jornalista, escritor e editor catarinense. Já trabalhou em Bienais do Livro em diferentes estados e editou jornal;