Banner topo divulga%c3%87%c3%83o

Compassion 857747 1920

CULTURA

Cultura e Artesanato: Parceira que gera valorização do artesão

Artesãos mostram seus trabalhos em frente ao Paço Municipal

02/12/2019 - 14:04
Por SECOM Toledo


  • Feirinha 291119 foto fabio ulsenheimer  3

“O artesanato é vida”, disse a dona Silvana nesta tarde de sexta-feira (29). Quem passou em frente ao Paço Municipal notou uma movimentação diferente. A ação da Secretaria de Cultura, a pedido do Grupo de Artesanato, disponibilizou um novo local para venda dos produtos feitos pelas artesãs do Grupo Tenda e demais artesãs que tiveram interesse de participar.

As profissionais já tem um ponto fixo que é na Praça Willy Barth, onde fica exposto os trabalhos nos dois primeiros sábados de cada mês, em horário do comércio.  

Cleonice Dumke, coordenadora do projeto de artesanato do Município, comenta sobre a importância de abraçar o seguimento. “Todo seguimento procura novas oportunidades, novos locais para exposições. Aqui na prefeitura foi uma oportunidade aberta nesse ano. O grupo Tenda começou com um grupo de artesãs independentes que precisava de uma secretaria que abraçasse a causa delas e a Secretaria da Cultura abraçou esse grupo e hoje temos o projeto Tenda. Estamos sempre abrindo novas oportunidades e novos espaços para elas”. 

“A ideia é fazer de todo seguimento um único grupo para que a gente se fortaleça e que todas tenham atendimento mais adequado, mais apropriado e de mais oportunidades para venda e visibilidade. Para as artesãs é uma fonte de renda”, enfatiza Cleonice. 

A ação do Grupo Tenda valoriza o trabalho das artesãs e faz a união do segmento. A atividade continua nesta segunda (2) e terça-feira (3) no Paço e estará presente na Expo Toledo, na Virada Cultural, além dos primeiros dois sábado do mês, na Praça Willy Barth.  

Silvana Martines (51) produzia bonecas de pano para ensinar durante seu período de docente, agora aposentada, trabalha com artesanato para agregar renda. “O artesanato faz parte da minha vida a 25 anos, sou professora de ensino fundamental e comecei fazer bonecas como personagens para contar histórias para minhas crianças, daí veio o encantamento. Até hoje eu faço as bonecas de pano, faço todo tipo de artesanato mas meu forte são as bonecas, é minha renda principal”. 

A produção de artesanato é qualidade de vida, ocupa um espaço prazeroso na vidas das artesãs, é uma profissão que permite uma visão colorida, criativa e mais feliz, envolve a amizade e também o convívio com outras artesãs.  

Euni Bent Eufranio, de 71 anos, faz parte do Grupo Tenda e trouxe suas produções para vender em frente ao Paço Municipal. “Antes de fazer artesanato eu cuidava da casa, trabalhei fora também, mas depois que me aposentei eu comecei a fazer artesanato e adorei. Comecei em casa, logo entrei no grupo. Fiz artesanato no CERTI e aprendi muito lá, agora estamos no grupo. Eu faço tapete, pano de prato, almofadas, faço de tudo um pouco. Para mim é um lugar que a gente vem e se sente bem, a gente fica em casa e só trabalha. Aqui chegamos e temos colegas e o que vende está bom, é gratificante para mim”.

Odemilson Santos, secretário da Cultura ressalta que o artesanato faz parte da cultura de Toledo e deve ser valorizado, ações como essa trazem mais oportunidade e proporciona o envolvimento das artesãs com o espaço público, que também é delas. 

As artesãs que gostariam de participar do grupo da Secretaria da Cultura podem ir até a Casa da Cultura nas quartas-feira e procurar a coordenadora do artesanato do município, Cleonice Dumke.