Casa de noticias 794x80px

Compassion 857747 1920

CIDADANIA

Paraná Cidadão fecha o ano com 265 mil atendimentos

A última edição de 2019 terminou nesta sexta-feira (13) em Santa Helena, no Oeste do Estado. O programa promoveu 23 feiras que ofertaram mais de 30 serviços gratuitos à população. O número de atendimentos é 66,5% maior do que no ano passado – em 2018 foram 156 mil.

14/12/2019 - 12:13
Por Agência Estadual de Notícias


  • Paran%c3%a1 cidad%c3%a3o fecha o ano com 265 mil atendimentos. foto sejuf

    Paraná Cidadão fecha o ano com 265 mil atendimentos. Foto: SEJUF

O Paraná Cidadão fechou 2019 com cerca de 265 mil atendimentos, um aumento de 66,5% em comparação ao ano passado – em 2018 foram 156 mil. A última feira de 2019 terminou nesta sexta-feira (13), em Santa Helena, no Oeste do Estado. O programa promoveu 23 feiras que ofertaram mais de 30 serviços gratuitos à população.

“Este é o reflexo do governo que se importa com os paranaenses e que leva à população oportunidade de ter inclusão e cidadania. O nosso governo trabalha com o povo e para o povo. O nosso objetivo é levar dignidade a quem mais precisa”, destacou o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

O Paraná Cidadão passou neste ano pelos municípios Campo Magro, Piraquara, Porto Barreiro, Nova Aurora, Mandirituba, Palotina, Carlópolis, Porecatu, Assaí, Clevelândia, Jaguariaíva, Querência do Norte, Rondon, Santa Isabel do Oeste, Almirante Tamandaré, Jandaia do Sul, Guaraniaçu, Colombo, União da Vitória, Guaratuba, Campo Largo, Cascavel e Santa Helena.

“Nós ampliamos as parcerias e fizemos muitos esforços para que o Paraná Cidadão chegasse a diversos municípios. Agradeço todo o apoio dos nossos parceiros, dos municípios, dos voluntariados e em especial a equipe do Paraná Cidadão, que com muito trabalho, dedicação e empenho fez este grande evento ser um sucesso pelo Estado”, disse Antônio Devechi, diretor de Justiça, Trabalho e Cidadania e coordenador do Programa Paraná Cidadão.

ATENDIMENTO – O Paraná Cidadão acontece durante três dias. No primeiro é disponibilizada a emissão de carteira de identidade e CPF exclusivamente para crianças e adolescentes – o serviço faz parte do Programa Criança e Adolescente Protegidos, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) em parceria com o Governo do Estado, por meio das Secretarias de Justiça, Família e Trabalho; de Segurança Pública; e da Educação e do Esporte Educação, entre outras.

Nos outros dois dias o atendimento é para o público em geral. A feira oferece emissão de carteira de trabalho, IdJovem, RG e CPF, cadastro para a tarifa social de água e luz, curso de smartphone para idosos, orientação jurídica e nas áreas de direitos humanos, defesa do consumidor, assistência social, saúde, educação, segurança, trânsito, habitação, inclusão digital, além de atividades de cultura e lazer, entre outros.

ÚLTIMA DO ANO - A feira de serviços Paraná Cidadão registrou em torno de 4 mil atendimentos em Santa Helena. A 23ª edição deste ano ofereceu mais de 30 opções de serviços de graça. O evento é promovido pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, em parceria com a prefeitura e parceiros voluntários.

FACILIDADE – “Eu vim fazer a segunda via da identidade, pois pediram para mudar a foto, ela estava desatualizada. Aproveitei a oportunidade e consegui renovar meu documento”, disse o vendedor Ivanir Francisco dos Reis, 42 anos.

Para a faturista Elis Regina Fiorinni, 44 anos, que foi até a feira para também renovar a carteira de identidade, o documento abre portas. “O primeiro lugar que você vai e a primeira coisa que te pedem é o documento. A documentação tem que estar em dia, sempre em primeiro lugar. Fiquei muito feliz com essa oportunidade, pois toda a burocracia para agendar e pagar complica. Conseguir fazer o meu documento e do meu filho também no mesmo local é ótimo”.

EM 2020 - As Feiras da Cidadania e o Programa Paraná Cidadão contarão com uma novidade a partir de janeiro de 2020 – o Adam Robô. O aparelho desenvolvido no Paraná que faz exames completos de visão em minutos. Iniciada como um projeto-piloto, a ação proposta pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho será realizada por meio do Programa Criança e Adolescente Protegidos, coordenado pela secretaria estadual, em parceria com o Tribunal de Justiça do Paraná e com a Associação Paranaense de Oftalmologia.