Casa de noticias

Compassion 857747 1920

SAÚDE

No Paraná, mais de mil trabalhadores de frigoríficos testaram positivo para Covid-19, diz MPT

Em Toledo, mais de 7 mil trabalhadores da BRF estão sendo testados

24/06/2020 - 17:04
Por Redação


  • Foto ag%c3%aancia brasil

    Foto: Agência Brasil

Desde março, o Brasil vive sob a condição de transmissão comunitária do Coronavírus. Isto significa que o contágio fonte já não é possível ser identificado. Desde então o Paraná já registrou 16.769 casos de Covid-19.  A média da idade dos casos confirmados, no Estado é 41,2 anos, a maior concentração entre 20 e 59 anos, a idade produtiva.

Esta estatística é facilmente perceptível pelas recomendações e notas técnicas emitidas pelo Ministério Público do Trabalho - MPT, com o objetivo de proteger a saúde dos trabalhadores e conter a proliferação do Coronavírus. Pelas características do ambiente de trabalho nos frigoríficos a atenção é redobrada, segundo o MPT mais de mil trabalhadores já confirmaram para Covid-19, no Paraná.

Para o Ministério Público do Trabalho o setor de abate e processamento de carnes é, como todo, um desafio neste momento de pandemia. “Isso porque os frigoríficos, dadas suas características intrínsecas, são ambientes de trabalho propícios para disseminação do vírus causador da COVID-19, em razão da elevada concentração de trabalhadores em ambientes fechados, com baixa taxa de renovação de ar, baixas temperaturas, umidade e com diversos postos de trabalho que não observam o distanciamento mínimo apto a viabilizar segurança durante a prestação de serviços, além da presença de diversos pontos que propiciam aglomerações de trabalhadores, tais como: transporte coletivo, refeitórios, salas de descansos, salas de pausas, vestiários, barreiras sanitárias, dentre outros”, detalham os Procuradores  da Procuradoria do Trabalho no Município de Cascavel, Dra. Priscila  Lopes Pontinha Romanelli e Dr. Renato Dal Ross .

Desde o início da Pandemia o MPT já realizou diversos Termos de Ajuste de Conduta e recomendações para frigoríficos da região. “O Ministério Público do Trabalho fez a expedição de recomendação direcionada ao setor frigorífico. Houve paralisação em um caso e determinação de paralisação em segundo caso, de forma judicial. Ainda, possui atuações em casos pontuais em trâmite na Justiça do Trabalho, aguardando decisão”, esclarecem os Procuradores. 

Casos confirmados entre trabalhadores de frigoríficos impacta no controle da Pandemia em pequenos municípios como é o caso de São Pedro do Iguaçu, que segundo dados oficiais tem uma população de quase 6 mil habitantes, destes pelo menos, 500 atuam nos frigoríficos da região.

Segundo o secretário de Saúde, Hermilo Gambin (Kiko) o munícipio já tem confirmado 24 casos de Covid-19. “Entre 60 e 70% dos casos são entre trabalhadores de frigoríficos ou pessoas ligadas a eles. O perfil destas pessoas está entre 20 e 49 anos, idade produtiva. E ainda temos dois casos entre crianças, 6 meses e 2 anos de idade”, explicou o Secretário.

Em São Pedro do Iguaçu desde o dia 22 de junho está em vigor o Decreto 93, que restringe diversas atividades. “Seguimos orientação do COE e o próprio Decreto do Município de Toledo, pois pertencemos a mesma Regional de Saúde e temos as mesmas limitações de leitos”, advertiu o Secretário Gambin.

Em Toledo, oficialmente até terça-feira (23), entre as pessoas testadas pelo município para Covid-19, 104 eram trabalhadoras de frigoríficos de diversos portes instalados no município.

No entanto, desde o último sábado (20) o maior Frigorífico do município está testando em massa os seus trabalhadores.  O Ministério Público do Trabalho declarou que possui procedimento em trâmite para acompanhamento do caso.

A Companhia afirma que a testagem em massa faz parte das medidas de Contingenciamento adotas. “Cerca de 7 mil colaboradores e terceiros fixos de sua unidade em Toledo (PR) estão sendo submetidos a testes para Covid-19 até a próxima quinta-feira (25). A planta vai operar normalmente neste período com exceção da área de frangos, que está passando por obras de modernização até o dia 28”, diz nota da BRF.

A empresa se absteve de comentar sobre o número de casos positivos e/ou de trabalhadores afastados até o momento. “Os colaboradores que testam positivo para Covid-19 são afastados imediatamente de suas funções, recebem o tratamento adequado e são acompanhados pela área de Saúde Ocupacional da empresa até sua total recuperação. Suas famílias também são assistidas e orientadas sobre os devidos cuidados durante o tratamento”.

A BRF destacou que todas as medidas adotas pela Companhia são acompanhadas por especialistas em saúde. “Essas iniciativas seguem orientações de renomados especialistas, como o infectologista da Universidade de São Paulo, Dr. Esper Kallas, e consultoria do Hospital Albert Einstein e estão alinhadas com protocolos indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde. A empresa também tem mantido uma interação muito próxima e frequente com autoridades federais, estaduais e locais, com o intuito de propor soluções para o combate à pandemia”, finaliza a empresa.

Em caso de sintomas

O Secretário de Saúde de São Pedro do Iguaçu orienta a população que embora tenha uma Unidade de Saúde com atendimento 24 horas, as pessoas com sintomas devem fazer o primeiro contato pelo telefone 45 3255 1234 ou no telefone de plantão: 45 98431 7150.

Em Toledo, a orientação é que, as pessoas com os sintomas (febre alta, dor no corpo, tosse ou falta de ar) devem ligar para 3055 8872.