PANDEMIA

A 20ª Regional de Saúde Toledo tem 71% dos leitos de UTI Covid ocupados

Em Toledo, foram registrados 89 novos casos hoje; 14 pessoas internadas na UTI

25/11/2020 - 18:48
Por Assessoria


O Boletim Epidemiológico desta quarta-feira (25), confirmou 6912 casos de Covid 19, desde o início da Pandemia, destes 496 casos estão ativos, outros 220 exames aguardam resultados, 40 pessoas hospitalizadas, 14 em leitos de UTI e 26 em leitos de enfermaria. E 74 moradores de Toledo perderam a vida, nesta Pandemia.

A ocupação de leitos de enfermaria e UTIs cresce a cada dia. No Estado estava em 79% a ocupação dos leitos de UTI, na capital 90% e na Regional Toledo, até às 9h desta quarta-feira a taxa de ocupação dos leitos de UTI estava em 71,05%, segundo a 20ª Regional de Saúde.

O município de Toledo, fechou a semana passada, com uma taxa de transmissão de 2,16, superior à taxa de transmissão do Estado que hoje está em 1.5 e já é a maior do país. Para entender melhor isso, no modelo matemático com o número de casos ativos hoje (496), num ciclo de 10 a 15 dias, se não houver nenhuma mudança de comportamento da doença, da sociedade e/ou, atitudes das autoridades, Toledo pode chegar a 1071 casos ativos. E se considerarmos a taxa de mortalidade registrada no município de 1,1% temos um risco de morte de 11.8 pessoas.

A Organização Mundial de Saúde aponta que a situação Pandêmica está sob controle quando a taxa de transmissão é inferior a 1.

Toledo aderiu a matriz de risco do Conass e do Conasems e pelos dados epidemiológicos analisados no início desta semana, o município está em alerta laranja o que requer algumas medidas mais restritivas do que as vigentes, as quais são referendadas pelos técnicos do COE, mas cabe ao Prefeito Municipal decretar ou não tais medidas.

Por outro lado, pouco resolve Decretos se a sociedade, não aderir aos cuidados de higienização, distanciamento social, uso correto de máscara. O Secretário de Estado de Saúde, Beto Preto fez um apelo hoje, pela manhã, para que as pessoas evitem as aglomerações, festas públicas ou privadas. “Nossa capacidade de atendimento ´no sistema de saúde é grande, mas finita. As famílias e amigos devem evitar encontros, até mesmo no Natal e no Ano Novo”.

Em Curitiba já foram suspensas, mais uma vez, as cirurgias eletivas, mas nem Estado, nem o município de Toledo, até o fechamento desta matéria, anunciou qualquer medida para conter a transmissão, além do apelo a comunidade.

 

 

 

 

Casa de not%c3%adcias 1144x250px %281%29