Whatsapp image 2021 02 08 at 19.08.55

CULTURA

Casa das Rosas é o museu mais visitados do Brasil, aponta Ibram

Outro destaque na região sudoeste é o Museu Catavento, museu de ciência e tecnologia administrado pela Organização Social Catavento Cultural e Educacional, inaugurado em março de 2009 
22/12/2020 - 11:03
Por Assessoria de Imprensa


Os museus Catavento e Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, estão entre os 10 museus mais visitados do Brasil, segundo resultados do Formulário de Visitação Anual aplicado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O resultado da pesquisa pode ser visto no link.  

Divulgado na última sexta-feira, 18, o formulário revela que, em 2019, 25.528.284 visitantes compareceram aos 820 museus do país que informaram realizar a contagem de seu público. O Museu Catavento, museu de ciência e tecnologia administrado pela Organização Social Catavento Cultural e Educacional, foi inaugurado em março de 2009 com a missão de aproximar crianças, jovens e adultos do mundo científico, despertar a curiosidade e transmitir conhecimentos básicos e valores sociais, por meio de exposições interativas e atraentes, com linguagem simples e acessível. O museu está localizado em um dos edifícios históricos mais importantes da cidade de São Paulo, o Palácio das Indústrias, inaugurado em 1924.

Para Ana Lima, assessora do educativo do museu, os resultados da pesquisa realizada pelo Ibram servem como mais um incentivo para continuar a trajetória de 11 anos de existência do Museu Catavento e se manter entre os preferidos do público. "Nós do Museu Catavento continuaremos, com carinho e atenção, recebendo os visitantes - da melhor maneira possível - lembrando que mais de 70% de nosso público é formado por pessoas que nos visitam espontaneamente, em busca dos conteúdos apresentados em nossas exposições de longa duração. Esperamos que em breve, as dificuldades que todos os equipamentos culturais passam nos dias atuais sejam sanadas e que retomemos as visitações de nosso público em sua totalidade".

Já a Casa das Rosas está localizada na Avenida Paulista, uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo e realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais. O museu se dedica à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta na década de 1950.

Para Marcelo Tápia, diretor da Rede de Museus-Casas Literários, os resultados da pesquisa do Ibram são um forte estimulo a uma equipe que tem trabalhado com grande dedicação para que a Casa das Rosas desempenhe plenamente seu papel junto à sociedade. "É um trunfo para a Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo e para todos os museus-casas do Brasil que um representante desse segmento figure entre os dez mais visitados do país. É claro que sua localização privilegiada e sua condição de patrimônio histórico - um importante testemunho das transformações sociais, urbanas e culturais da metrópole - colaboram para o sucesso da instituição. Mas esse sucesso não seria tão pleno se não houvesse um esforço conjunto que envolve desde a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado e a Poiesis - Organização Social que a administra - até cada um(a) de nossos(as) funcionários(as), sempre prontos a realizar um programa denso e coerente de atividades e a receber nosso público do melhor modo possível. Nossa já grande motivação se renova com os resultados positivos, apesar das dificuldades que temos enfrentado" completa.

Casa da Rosas
A Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta paulistano Haroldo de Campos, um dos criadores do movimento da poesia concreta na década de 1950. Localizada em uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo, a Avenida Paulista, o espaço realiza intensa programação de atividades gratuitas, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais. O museu está instalado em um imponente casarão, construído em 1935 pelo escritório Ramos de Azevedo, que na época já tinha projetado e executado importantes edifícios na cidade, como a Pinacoteca do Estado, o Teatro Municipal e o Mercado Público de São Paulo.

Museu Catavento
O Museu Catavento foi inaugurado em março de 2009 e tem mais de 250 instalações divididas em quatro seções (Universo, Vida, Engenho e Sociedade). Cada seção foi elaborada com uma expografia que contribui para criar atmosferas únicas e envolventes. Atrações como borboletário, sala de realidade virtual Dinos do Brasil, simuladores, aquários de água salgada, anêmonas e peixes carnívoros e venenosos, uma maquete do sol e uma parede de escaladas, onde é possível ouvir relatos de personalidades da história, são apenas alguns exemplos de como o visitante pode aprender e se divertir ao mesmo tempo. Na área externa também é possível conferir equipamentos como a locomotiva Dübs (fabricada em 1888 na Inglaterra que pertenceu à Cia. Paulista de Estradas de Ferro e foi usada brevemente para o transporte de carga) e o avião DC-3 (1936), que foi utilizado como cargueiro militar na Segunda Guerra Mundial.
Casa de not%c3%adcias %281%29