Banner 1144x150 px

CIÊNCIA

Grupo de pesquisadores avalia novo dispositivo na prevenção do HPV

Pesquisadora da UEM é convidada pelo Ministério da Saúde para coordenar projeto piloto multicêntrico de abrangência nacional na área de câncer de colo do útero

08/02/2021 - 10:24
Por Assessoria de Imprensa


A professora Marcia Edilaine Lopes Consolaro, do Programa de Pós-Graduação em Biociências e Fisopatologia/PBF da Universidade Estadual de Maringá (UEM), foi convidada pelo Ministério da Saúde (MS) para coordenar um projeto piloto multicêntrico de abrangência nacional na área de prevenção do câncer de colo de útero, a ser desenvolvido nas cinco regiões do país. O projeto tem vigência de 3 anos e financiamento de R$ 1.500.000,00.

A proposta deste projeto piloto é comparar a viabilidade de duas modalidades de rastreio do câncer de colo do útero (exame de Papanicolaou agendado na rede pública de saúde; e autocoleta/teste de HPV) em mulheres não rastreadas, ou seja, que não tenham sido submetidas ao exame de Papanicolaou nos últimos quatro anos ou mais, nas cinco diferentes regiões brasileiras, implementada por agentes comunitários de saúde (ACS) em visitas na própria residência das mulheres. 

“A autocoleta é uma opção viável e muito promissora como novo método de triagem para o câncer de colo uterino, uma substituição ao Papanicolau, que poderia de atingir as mulheres não aderentes ao rastreamento de rotina atual pelo Papanicolaou”, explica Consolaro.

A perspectiva é que os dados gerados por essa pesquisa embasem uma possível implantação da autocoleta/teste de HPV como política pública para a prevenção do câncer de colo de útero. 

01   casa de not%c3%adcias 01 %281%29