Whatsapp image 2021 02 08 at 19.08.55

SAÚDE

Município de Toledo emite alerta de Risco Covid, só hoje 188 novos casos

Na Semana Epidemiológica que encerra amanhã, o município já acumula 657 novos casos. Já são 1209 casos ativos

19/02/2021 - 20:08
Por Redação


O quadro epidemiológico é grave! A 20ª Regional de Saúde Toledo tem a segunda maior incidência por 100 mil habitantes do estado, só fica atrás da 9ª Regional de Saúde Foz do Iguaçu com 9066 casos por 100 mil. No município de Toledo, a Semana Epidemiológica (14/02 a 20/02), já acumula 657 novos casos, e ainda não terminou. Este registro já é o maior do ano, até mesmo após as festas.

Outro indicador que sinaliza alto risco é a média de atendimentos dia para síndromes gripais, que o CID que a Covid-19 entra, também é a maior média do ano, com 124 atendimentos médio.

O anuncio de 188 novos casos, nesta sexta-feira (19), eleva para 1209 casos ativos contra 809 no primeiro dia da semana epidemiológica (14). O Alerta de Risco Covid emitido pelo município adverte para o limite de recursos físicos e humanos. “...em relação à nossa macro-região, os leitos, os recursos materiais e humanos são finitos, já não mais se vislumbrando a possibilidade de ampliações”, destacam.

Na Regional de Saúde Toledo, a ocupação dos leitos de UTI exclusivos Covid é de 82,69%, mantendo a tendência de crescimento na semana. O que agrava ainda mais é que, a ocupação de leitos, na Região Macrooeste é ainda maior. Na Regional Cascavel 86,57% dos leitos de UTI estão ocupados, na Regional Francisco Beltrão 100%, Regional Foz do Iguaçu 100% e na Regional Pato Branco, 96,43% dos leitos de UTI Covid estão ocupados. 

Importante destacar que, a Macrooeste que compreende as cinco regionais de saúde, mais de meio milhão de habitantes, tem apenas dois leitos de UTI Pediátrico em Pato Branco, e ambos estão ocupados. “Corremos RISCO de necessitarmos de leitos de UTI para a COVID e de não dispormos dos mesmos. Proteja e ti e a teus familiares. Previna e proteja sua saúde!”, diz o alerta.

O Alerta faz um apelo à sociedade manter os cuidados como uso correto de máscara, cobrindo de forma adequada o nariz e a boca, durante todo o tempo de permanência fora de casa; evitar aglomerações, manter o distanciamento social de, no mínimo, dois metros entre uma pessoa e outra; lavar as mãos com água e sabão, várias vezes ao dia. Não sendo possível usar álcool gel; manter os ambientes abertos e bem ventilados e não permanecer em ambientes fechados, mal ventilados ou com aglomeração de pessoas.

Opinião


Medidas se atendidas poderiam contribuir para o controle da Pandemia, no entanto, não é novidade que a atenção ao apelo, não tem ocorrido. Os números mostram isso, desta forma caberá as autoridades sanitárias responderem a quem de fato cumpre as medidas, se a sua saúde e as dos seus estará preservada. É obrigação do Estado intervir, quando a saúde pública possa estar em risco.

Casa de not%c3%adcias 1144x250px