Banner 1144x150 px

CULTURA

Encontro Estadual de Academias de Letras contará com palestrante italiano

A 1ª palestra terá como tema “Dom Quixote: o duelo entre literatura e realidade” e será proferida pelo professor e doutor Stefano Buselatto
07/10/2021 - 18:04
Por Assessoria


O 15º Encontro de Academias de Letras, Ciências e Artes do Paraná, que será realizado no Olinda Hotel e Eventos, de Toledo, nos dias 29, 30 e 31 de outubro de 2021, com organização e programação a cargo da Academia de Letras de Toledo (ALT), e colaboração da Associação das Academias de Letras, Ciências e Artes do Paraná (ALCA). A coordenação será da presidente de ambas as entidades, escritora e poetisa Lucrecia Welter Ribeiro e o evento contará com quatro importantes palestras, abordando temas da literatura paranaense, brasileira e mundial.

A 1ª palestra terá como tema “Dom Quixote: o duelo entre literatura e realidade” e será proferida pelo professor e doutor Stefano Buselatto, de maneira online e interativa, diretamente da Itália, no dia 30 de outubro de 2021, sábado, às 08h30. “Dom Quixote”, de autoria de Miguel de Cervantes, como se sabe, representa obra-prima da literatura mundial que, mais do que qualquer outra, coloca no próprio centro do tema a relação entre realidade e ilusão.

Conforme o palestrante, essa relação que, representada através do personagem do célebre “Cavaleiro Errante”, sob a luz do cômico, mostra simultaneamente as próprias sombras trágicas, revelando, assim, uma complexidade insuspeitada.

Segundo Buselatto, a partir da análise da obra e das estratégias narrativas do autor, é possível mostrar o deslocamento contínuo das fronteiras entre o objetivo e o subjetivo, literatura e metaliteratura, ficção e concretude, que se torna convite para repensar as distinções consideradas evidentes e propostas ao leitor para sair da literatura carregando um patrimônio de liberdade e consciência. Em sua opinião, essa é a dádiva profunda que a obra cervantiana é capaz de oferecer a cada um dos seus leitores.

O palestrante Stefano Busellato obteve láurea em Filosofia junto à Universidade de Pisa, especialização em Ciências da Cultura junto à Alta Escola de Estudos de Modena e título de Doutor em História da Filosofia junto à Universidade de Macerata. Ele lecionou nas Universidades de Pisa, Siena, Macerata, Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), a nível de graduação e pós-graduação.

Atualmente é professor visitante da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), de Foz do Iguaçu, onde leciona Filosofia da Linguagem e Filosofia da Literatura. Stefano é autor de diversos livros, principalmente sobre a filosofia alemã do século XIX e o pensamento grego, além de uma variedade de artigos publicados em revistas especializadas italianas, francesas e brasileiras.

É membro do Grupo de Estudos Nietzsche, da USP; Seminário Permanente Nietzscheano, da Itália; e Centre de Recherches Italiennes, de Paris. É também autor de duas coleções de poesias “Tutto è bene quel che finisce”, de 2004; e “Chi non muore”, de 2012 e de uma terceira em via de publicação.

Foi o primeiro tradutor italiano da obra poética de Dieter Schelesak “Settanta volte sete”, em 2006 e de dois volumes de poesia do presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL), Marco Lucchesi, “Vicino alla distanza e Mal d’amore”, em 2021. Além disso, é barítono especializado no repertório clássico da música de câmara alemã. É autor do libreto da ópera Giordano Bruno, do compositor italiano Francesco Filidei, de 2015, e atualmente está escrevendo, com o mesmo compositor, o libreto da ópera “O nome da Rosa”, que será apresentada em 2025, no Teatro Della Scala di Milano, na Itália, conforme informou o palestrante.

O encontro, segundo Lucrecia Welter Ribeiro, deverá reunir mais de uma centena de convidados, entre dirigentes, escritores, poetas, literatos e professores de delegações de dezenas de academias de letras e instituições literárias de diversas regiões do Estado, todas convidadas formalmente a participar do encontro.

O patrocínio oficial será do Governo Federal, através do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e Lei Federal de Incentivo à Cultura e as empresas Prati-Donaduzzi e Centralpack Embalagens, além do apoio e/ou colaboração das Secretarias de Estado e Municipal da Cultura, veículos e profissionais de comunicação social, instituições, entidades e agentes culturais locais e regionais.
01   casa de not%c3%adcias 01