Banner 1144x150 px

SAÚDE

Tecpar estuda novas parcerias para otimizar soluções na área da saúde

Tecpar, o Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI) e a Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná (Funeas) buscam oportunidades de atuação conjunta em projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) na área da saúde
16/11/2021 - 10:49
Por Assessoria


O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), o Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI) e a Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná (Funeas) buscam oportunidades de atuação em conjunto em projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), de forma a trazer, de maneira mais eficiente, novas soluções para a área da saúde para o Paraná.

Nesta quinta-feira (11), dirigentes e técnicos das instituições se reuniram em um workshop no câmpus CIC do Tecpar para tratar de possibilidades de parceria que podem ser firmadas entre as organizações, de forma a otimizar equipes e recursos.Durante a reunião, foi apresentado um relatório de oportunidades técnicas, elaborado pelas equipes do Tecpar e do CPPI. O estudo preliminar identificou as principais áreas em que as instituições podem realizar trabalho compartilhado e apontou as primeiras ações a serem desenvolvidas.

Em projetos conjuntos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), o estudo ressaltou a possibilidade de desenvolvimento de novos métodos analíticos in vitro, novos soros hiperimunes (soro antirrábico e anti-diftérico), kits diagnósticos e melhorias de processos produtivos.Para o desenvolvimento dos estudos, a depender de cada projeto, as equipes poderão compartilhar equipamentos e recursos humanos, insumos, know how e infraestrutura, explica o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado. “A intenção dessa ação conjunta entre Tecpar, CPPI e Funeas é somar esforços e otimizar recursos, com o objetivo de fortalecer atividades de ciência e tecnologia no Paraná”, pontua.

O diálogo entre as instituições para desenhar a parceria é importante para as organizações que atuam de forma complementar, avalia Marcello Augusto Machado, diretor-presidente da Funeas. “A fundação tem um interesse muito grande nessa parceria e nesse entrelaçamento das instituições para que possamos atingir os objetivos do desenvolvimento da ciência no Paraná, com a contribuição complementar entre Tecpar e CPPI”, observa Machado.

Rubens Gusso, diretor do Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), ressalta que especialistas das instituições realizaram recentemente visitas técnicas para conhecer a estrutura laboratorial e os serviços realizados em cada local, observando os principais pontos de convergência.“Esse workshop é uma oportunidade técnica de cooperação para identificar áreas de convergência na área da saúde entre duas instituições públicas, com a finalidade de otimização de recursos públicos e de atuação de forma complementar”, salienta Gusso.

Possibilidades


De acordo com as perspectivas apontadas no relatório, o Tecpar poderá prestar serviços para o CPPI em diversas atividades, entre elas o controle e sistema da qualidade e calibração de equipamentos, além de trabalho conjunto em elaboração de termos de referência, e na avaliação de projetos conceituais de qualificação de infraestrutura. Há, ainda, a possibilidade de as instituições trabalharem juntas para parcerias externas. O Tecpar também poderá fortalecer o Sistema da Qualidade do CPPI, por meio de treinamentos, workshops e benchmarking das equipes técnicas.

Presenças


Também participaram do workshop o diretor Industrial da Saúde do Tecpar, Iram de Rezende; as técnicas do Tecpar Ana Paula Lappas Gimenez Sbalqueiro, Tania Penha e Gisele de Goes, além do técnico do CPPI, Erickson Moura.


01   casa de not%c3%adcias 01 %281%29