Banner 1144x150 px

CIDADANIA

Embaixada Solidária leva alerta sobre tráfico de pessoas em evento, em Foz do Iguaçu

A jornalista e coordenadora da Embaixada, Edna Nunes, levará ao debate relatos de Toledo e região oeste 
24/11/2021 - 14:55
Por Redação


A ONG Embaixada Solidária de Toledo participa nesta quinta-feira (25) do VII Seminário Internacional da Tríplice Fronteira, realizado em Foz do Iguaçu, por meio da Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Na ocasião, será feita uma apresentação da chamada “Uma Carta para o Mundo”, no qual chama a atenção para a invisibilidade de pessoas que estão em processo migratório, de migração forçada e a fragilidade, em especial, de mulheres e crianças neste processo. 
 
A jornalista e coordenadora da Embaixada, Edna Nunes, levará ao debate relatos de Toledo e região oeste acerca desses tipos de caso. “Não é um caso isolado, mas temos pelo menos uns três ou quatro que atendemos aqui na região e que há suspeita de tráfico de pessoas. A carta é um pedido de socorro. Da mesma forma que temos imigrantes que passam por isso aqui, lá fora também temos brasileiros que enfrentam a mesma situação. É um palco importante para levantarmos esse assunto e tirar essa invisibilidade”, diz. 
 
Edna salienta ainda que o Evento é um ambiente fértil para o debate. “É uma fala difícil. Um debate muito velado no Oeste, pois não gera estatística. Geralmente é um crime perfeito que passa despercebido pelas autoridades e a comunidade”. Ela destaca que são percebidas algumas situações atípicas, mas que como não há denunciantes, acaba-se perdendo a oportunidade de fazer denúncias. “Este é um alerta que estamos fazendo. O início de um processo para chamar tanto a atenção da Segurança Pública quanto da população em geral para que seja desenvolvida uma vigilância social com o intuito de evitar o acontecimento desses casos. Nem tudo depende da Segurança Pública. Basta você saber quem é seu vizinho, quem vai na sua igreja, quem frequenta a sua comunidade. Todos devem estar em alerta”, finaliza. 
 
A programação do evento

18h30 – Coffee / Inscrição
19h – Abertura
- Dom Sergio de Deus Borges, Representante da Caritas e Bispo da Diocese de Foz do Iguaçu.
- Rosane Amadori, Coordenadora da Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (CTETP/Foz).
19h20 – Apresentação de teatro sobre o tema – JOCUM.
19h30 – Palestras magnas:
- Lígia Neves Aziz Lucindo, representante da Secretaria Nacional de Justiça (SNJ/MJ) e Diretora de Migrações.
- Silvia Sander, representante do Alto Comissariado das Nações Unidas para
Refugiados (ACNUR).
20h30 – Mesa Redonda – Mediação: Luciano Stremel Barros
Palestra – Prevenção
Ludmila Paiva: Formada em Direito pela UFRJ. Mestre em Direito pela UERJ. Especialista em tráfico de pessoas e trabalho escravo. Co-fundadora do Instituto Migração, Gênero e Raça (I-MiGRa).
Palestra – Responsabilização
Joziel Brito de Barros: Delegado de Polícia Federal. Chefe do Serviço de Repressão ao Tráfico de Pessoas e Contrabando de Migrantes (SRTP/DDH/CGMADH/DICOR/PF)
Depoimento – Acolhimento aos refugiados
Edna Nunes: jornalista e coordenadora da Ong Embaixada Solidária (Toledo/PR)
21h30 – Debate
21h50 – Considerações finais e encerramento
01   casa de not%c3%adcias 01 %281%29