Banner 1144x150 px

EDUCAÇÃO

Tecnologia, ciência e empreendedorismo são temas de Feira no Clube de Ciências do Biopark Educação

No encerramento das aulas de 2021, alunos do Clube de Ciências do Biopark Educação deram show de criatividade e aprendizado apresentando suas experiências e produtos desenvolvidos
01/12/2021 - 14:59
Por Assessoria


Depois de um ano de descobertas e experiências que uniram a ciência, a robótica e o empreendedorismo, os alunos do Clube de Ciências do Biopark Educação apresentaram o resultado do aprendizado em uma Feira de Ciências nos dias 25 e 26 de novembro, evento que marcou o encerramento das aulas em 2021.  

Pais, colaboradores e visitantes se surpreenderam pela qualidade dos trabalhos apresentados por alunos entre 08 a 15 anos. Foram 13 produtos, 5 trabalhos de pesquisa científica, 4 trabalhos em robótica e 4 experimentos. Entre os trabalhos, uma casa automatizada, uma maquete simulando o controle parasitário em um aviário, uma tabela periódica e um jogo da memória em braile, e ainda repelente natural com óleo essencial de cravo, desodorante spray natural e pomada cicatrizante com extrato de plantas, que pode ser utilizada por pessoas diabéticas.  

“Os trabalhos surpreenderam muito. É mais uma oportunidade de acompanhar o que meu filho está fazendo aqui no Biopark. Muitas coisas que ele está aprendendo aqui, não teve contato ainda na escola, e isso é um diferencial”, diz Andressa Cabral, mãe do João Pedro Cabral Coldebela.

Entre os trabalhos apresentados, alguns foram resultados do módulo de empreendedorismo, que foi inserido no Clube em 2021. Nessa temática, os alunos aprenderam sobre técnicas de precificação, importância da embalagem de um produto, de como vender, entre outros temas e na feira alguns apresentaram as próprias marcas desenvolvidas, como de alimentos e bijuterias.  

“É importante falar de empreendedorismo para crianças e adolescentes para despertar neles uma visão diferente, de que o empreendedorismo pode ser usado tanto na carreira profissional deles, como dentro da pesquisa que eles fazem aqui, como pode ser também um futuro negócio. E também demonstramos que é preciso ter outras características do empreendedorismo na vida deles, como proatividade, responsabilidade, resolução de problemas e trabalhar em equipe” explica a professora da disciplina, Angélica Somer Meurer.

Para a mãe Dionez Cristi Milani, mãe dos alunos Camila e Antoni, as aulas são uma oportunidade de desenvolver novas habilidades nos alunos. “A Feira mostra o desenvolvimento deles e com o passar do tempo creio que isso vai ser ainda melhor, porque está desenvolvendo a imaginação. A parte de empreendedorismo, também é muito importante para mostrar como é a vida. É bom ver eles desenvolvendo, falando, explicando, sem medo de ensinar para os adultos o que aprenderam”, conta.

Para os alunos, além de aprendizado, é uma oportunidade de compartilhar momentos com os colegas. “O que mais gosto no Clube é fazer experimentos com as minhas amigas”, disse a pequena Lara Turqueti Star, de oito anos. Todos os trabalhos foram feitos em equipe. “Para participar da Feira, eu aprendi que a gente tem que trabalhar em equipe e que é sempre bom a gente pensar antes de fazer, para a experiência não dar errado. Fizemos muitos testes pra chegar no resultado final”, diz a aluna Emanuelle Martinelli.