Banner 1144x150 px

SAÚDE

Central de Especialidades amplia serviços à população de Toledo

Local também oferece pequenos procedimentos cirúrgicos em dermatologia e oftalmologia
02/12/2021 - 10:44


Atualmente instalada na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Paulista, a Central de Especialidades de Toledo tem ampliado a prestação de serviços à população em procedimentos de média complexidade. Exemplo disso é a força-tarefa realizada em novembro para dar início aos atendimentos de pequenas cirurgias no período noturno.

Com isso, a fila de espera por cantoplastia (remoção de unha encravada) e retirada de verrugas, cistos sebáceos, lipomas, biópsias de pele, entre outros procedimentos contará com mais vagas para agendamentos.  “Diante de tamanha importância e grandes resultados positivos na vida das pessoas, ampliamos esse serviço. É um setor de extrema importância e resolutividade, onde profissionais médicos e equipe avaliam e realizam estes procedimentos”, relata a diretora da Rede de Atenção Especializada, Kathieli Nascimento. “A exemplo dos demais serviços oferecidos pela Central de Especialidades, as pessoas que estamos atendendo foram encaminhadas pela unidade de saúde mais próxima da residência delas. Quem estiver precisando de algum destes procedimentos, deve buscar primeiro a sua unidade de saúde de referência”, explica.

Kathieli pontua que a Central de Especialidades também oferece pequenos procedimentos cirúrgicos em dermatologia e oftalmologia. “Neste caso, se o médico especialista, em consulta, identificar alguma situação em que podem intervir de imediato, eles mesmos já realizam o procedimento, garantindo ao paciente um atendimento completo, sem ter que ser encaminhado para outro local”, observa.

Mutirões

A Central também está atuando no sentido de reduzir a fila para consultas médicas e exames em dez áreas de atuação: oftalmologia (consultas, procedimentos de catarata e pterígio), ortopedista (consultas), urologia (consultas), angiologia (consultas e tratamento de varizes com espuma), endocrinologia (consultas na rede Municipal), cardiologia (exames de eletrocardiograma, ecocardiografia, ecocardio farmacológico, entre outros), otorrinolaringologia (consultas e exames), dermatologia (consultas), alergopediatria (consultas na rede municipal) e cirurgia geral (consultas e indicações para cirurgias). Para suprir esta demanda, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) destinou R$ 1 milhão para um mutirão que visava atender 11.805 pacientes que aguardam há bastante tempo por estes procedimentos.

Este trabalho conta com o apoio do Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste (Ciscopar), que tem aberto sua sede em alguns sábados para a realização dos mutirões. Porém, o mais recente, nos dias 13 e 20 de novembro, ocorreu na Central de Especialidades e atendeu 64 pacientes - 37 de endocrinologia e 27 em alergopediatria. “Disponibilizamos recepção, técnica de enfermagem para triagem, quando se confere exames prévios e documentos pessoais. Na pré-consulta, é necessário pesar, medir, verificar a glicemia de pacientes diabéticos, aferir a pressão arterial de adultos e crianças. Portanto, é um trabalho amplo no qual nossa equipe tem se dedicado intensamente”, relata.

A ação em endocrinologia e alergopediatria terá continuidade nos dias 4 e 11 de dezembro. “A alergopediatria não estava inclusa no planejamento inicial dos mutirões, mas temos um controle constante nas filas e vimos a necessidade de agir nesta, pois havia um número considerável de crianças e adolescentes esperando há bastante tempo.  Por meio deste esforço concentrado, atendemos aqueles que receberam encaminhamento entre 2019 e agosto de 2021, reduzindo de 141 para 21 o número de pacientes na fila”, comenta Kathieli.

Em relação às demais especialidades, a diretora observa que estão previstos para dezembro agendamentos dos retornos provenientes do mutirão, que entra agora em sua terceira fase. “A primeira etapa começou lá em abril com os primeiros agendamentos de procedimentos cirúrgicos de catarata e pterígio. Em junho, iniciamos mutirões de consultas e em outubro demos celeridade a uma variedade de exames que estavam em demanda reprimida desde 2019”, descreve. “Em novembro realizamos mais uma etapa de cirurgias de catarata e em dezembro haverá mais uma etapa de cirurgias de pterígio. Exames extras foram agendados em outubro, novembro e agora estamos agendando os de dezembro”, acrescenta.