Casa de not%c3%adcias 1144x150

EDUCAÇÃO

Prefeitura busca parceria para avanços em tecnologia e conectividade

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o município formalizaram um protocolo de intenções para uso dos aplicativos desenvolvidos pela instituição 
23/12/2021 - 17:55
Por Assessoria


Uma comitiva formada por representantes das Secretarias de Administração e Educação (Smed), além do prefeito Beto Lunitti e o diretor da Funtec Carlos Nascimento, estiveram em Campinas, no estado de São Paulo, com o intuito de buscar parcerias para ampliar o uso de tecnologias educacionais na rede municipal. Por dois dias (20 e 21 de dezembro), o grupo de trabalho pode conhecer ferramentas digitais para uso em tablets e computadores portáteis.

Neste ano, a Prefeitura de Toledo adquiriu vários equipamentos a serem utilizados por alunos e professores nas escolas municipais. “Precisamos encantar as crianças. Elas vivem em um mundo altamente tecnológico e o giz e o quadro negro não podem mais ser os únicos aparatos para o professor e a professora em sala de aula”, comentou o prefeito Beto Lunitti. “Para que essas ferramentas compradas pela administração sejam bem utilizadas e cumpram seu papel, precisamos ter aplicativos pedagógicos e educacionais”, acrescentou.

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o município formalizaram um protocolo de intenções para o uso dos aplicativos desenvolvidos pela instituição. “Firmamos essa ‘Carta de Intenções’ para parcerias futuras. Neste momento, o enfoque está na educação e na conectividade, integrando softwares para uso nas escolas. Queremos excelência para nossas crianças e professores”, disse o prefeito. 

Além dos tablets e notebooks, as escolas terão impressoras 3D, equipamento capaz de materializar projetos a partir da matéria prima, normalmente um polímero, e laboratórios de robótica. “A instituição paulista possui a Inova Unicamp, órgão responsável pela gestão da propriedade intelectual, pelo apoio à pesquisa colaborativa, transferência de tecnologias e apoio ao empreendedorismo tecnológico”, completou.

Além disso, a Smed vai dar suporte pedagógico para os professores e professoras trabalharem neste ‘novo mundo’. “Nossas crianças já estão participando deste mundo, são muito tecnológicas, e nós precisamos estar preparados para entender essa expertise e nortear esses alunos. Isso vai acontecer por meio de formações continuadas, capacitações, entre outras ferramentas”, concluiu.