Casa de not%c3%adcias 1144x150

AMBIENTE

Após tragédia em Capitólio (MG), Marinha pede suspensão de passeio de barco em Foz do Iguaçu

Segundo comunicado, essa é apenas uma medida de precaução, pois serão feitos novos estudos geológicos no local
11/01/2022 - 09:22
Por Por Tv Cultura


Após a tragédia em Capitólio (MG), que matou 10 pessoas no último sábado (8), a Marinha brasileira solicitou que passeios próximos às pedras do Parque Nacional do Iguaçu (PR) sejam suspensos. A decisão acontece para reavaliação de riscos para turistas, já que o serviço é semelhante ao do Lago de Furnas.

"O comunicado é uma precaução. Ele apenas solicita que os passeios embarcados se mantenham a uma certa distância da margem até que sejam apresentados os estudos e laudos geológicos", explicou José Ulisses, chefe substituto do Parque Nacional do Iguaçu, em entrevista a RPC, afiliada da TV Globo no Paraná.

Mesmo o Parque Nacional do Iguaçu tendo uma geografia diferente do Lago de Furnas, a medida tem como objetivo aumentar a proteção dos turistas. A equipe do parque já afirmou que há estudos de segurança dos passeios de barcos e também das trilhas das Cataratas do Iguaçu.

"Nós mantemos o monitoramento regular dessa área. Estaremos apresentando esses estudos e os relatórios e a gente acredita que muito em breve o passeio completo, [com o] passeio molhado vai estar disponibilizado", completou Ulisses.

Apenas o passeio de barco próximo a queda d’água teve o pedido de suspensão por parte da Marinha. Os passeios secos estão mantidos.