Banner 1144x150 px

SAÚDE

Paraná tem transmissão comunitária da Ômicron, em Toledo o risco de contaminação tem bandeira vermelha

Com o crescente número de casos de Covid e de influenza, o Estado declarou Epidemia de influenza e circulação comunitária da cepa Ômicron

12/01/2022 - 18:32
Por Redação


Em Coletiva à imprensa, a Sesa confirmou que já existe transmissão comunitária da variante Ômicron no Paraná. Os dados podem ser constatados pela evolução de casos em janeiro. Somente nos primeiros onze dias, foram identificados 40.164 infectados. Como comparativo, em dezembro, o total foi de 9.165.

O número de casos no começo deste ano se assemelha a janeiro de 2021, no início da vacinação, que registou 44.174 casos (onze dias). A média móvel dos casos teve um salto de 1.914,5% em relação aos 14 dias anteriores, na casa de 4.175 por dia.

"Todas as medidas estão no nosso radar, mas nesse momento qualquer tipo de aglomeração fora do comum deve ser evitada. Precisamos retomar os cuidados, caso contrário vamos ver nossos hospitais apresentarem grande lotação nos próximos dias", advertiu o Secretário de Saúde do Paraná Beto Pretto.

Uma medida que está sendo estudada é a reformulação da Resolução 632/2020 que trata de ocupação dos espaços e distanciamento, entre outras medidas.

O Secretário alertou que o uso de máscara, neste momento, é fundamental. Pois há transmissão comunitária da variante Ômicron no Estado.

Beto Pretto destacou que, neste momento de explosão de casos, a medida urgente é isolar casos leves seja no ambiente de trabalho ou em casa, onde pessoas positivadas para Covid ou Influenza devem se isolar dos demais familiares, e fazer uso de máscara dentro de casa.

Casos de influenza é atípico para época, a Sesa avalia que 1/3 dos casos de influenza já são de H3N2. O Secretário Beto Preto alerta que, no caso da influenza, deve ser ministrado o Tamiflu, mas adverte que há baixa disponibilidade do remédio.

Nas redes sociais circula o questionamento sobre a eficácia das vacinas, uma vez que as pessoas mesmo vacinadas estão contraindo o vírus. É importante, relembrar a sociedade que, em nenhum momento, foi anunciado que as vacinas impedem que o indivíduo pegue o vírus, mas os imunizantes foram desenvolvidos para proteger (na escala de proteção anunciada por cada fabricante dos imunizantes), contra o agravamento e mortes e isso tem se cumprido.

Toledo bandeira vermelha

O município registrou até terça-feira (11), 611 pacientes ativos de Covid-19 e 469 exames em análises.

Na semana Epidemiológica 01/2022 foram 276 novos casos; na semana anterior (52/2021), haviam sido 15. “Estes dados foram levados em conta na análise durante nosso encontro e corroboram com a decisão pela alteração da bandeira”, explica o diretor-geral da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e integrante do COE, Fernando Pedrotti. 

Vacinação 

A vacina influenza está disponível para toda a população com 6 meses de vida ou mais.

Para prevenir formas grave da Covid o município recebeu 11 mil doses de vacinas na terça-feira (11).

A segunda dose deve ser aplicada 21 dias após a primeira. A dose de reforço deve ser aplicada após 04 meses da aplicação da segunda dose, nas pessoas de 18 anos de idade ou mais.

A vacina está disponível nas Unidades de Saúde tradicionais com distribuição de senhas a partir das 7horas e nas UBS que são Estratégias de Saúde da Família (ESF), a distribuição de senhas inicia as 8 horas.

Para segunda dose da vacina contra a Covid, o município organizou os pontos de vacinação por imunizante.

Para segunda dose da vacina Janssen

ESF Jardim Europa

EAP Centro

ESF Panorama

EAP Jardim Porto Alegre

Para segunda dose da vacina Astrazeneca

EAP Jardim Porto Alegre

EAP Centro

EAP Coopagro

ESF Panorama

ESF Jardim Europa

Para segunda dose da vacina Coronavac

No ambulatório de gestantes, nas quartas e sextas-feiras.

Para a terceira dose (reforço), disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde.

Vacinação de crianças

As crianças entre 5 e 11 anos já receberam autorização da Anvisa para receberem o imunizante, no entanto, a Sesa afirma que ainda não tem conhecimento do montante de doses disponíveis para o Estado e que, a imunização acontecerá conforme a disponibilização das doses pelo Ministério da Saúde.