Banner casa de noti%cc%81cias

PANDEMIA

Toledo confirma 2022 casos ativos até quarta (19)

Outros 1267 exames estão em análise e 24 moradores estão internados

20/01/2022 - 10:07
Por Redação


A Fiocruz confirmou que a cepa circulante predominante da Covid-19, no Paraná, é a Ômicron, positivando mais de 85% dos exames. Esta realidade é retratada nos boletins oficiais da Covid no município. Até a quarta-feira (19), Toledo somou 2022 casos ativos e outros 1267 exames aguardam resultados. Em 24 horas, foi registrado 301 novos casos e o número de internados, apesar de não ter a mesma velocidade dos casos, também tem aumentado, em 30 de dezembro, 10 pessoas estavam internadas, ontem os registros apontavam 24 moradores internados.

Apesar da curva crescente e vertiginosa de novos casos, a realidade mais comum encontrada é nos ambientes ao ar livre o abandono do uso da máscara e, em ambientes fechados, têm sido comum as pessoas deixarem as máscaras abaixo do nariz e até abaixo da boca, o que invalida completamente a medida não farmacológica de proteção a Covid-19 e ao H3N2.

Na última Coletiva à imprensa, no início da semana, o Secretário de Saúde do Estado, Beto Pretto disse que o estado estava estudando uma alteração na Resolução que trata da ocupação dos espaços e distanciamento social, mas até o momento não divulgou as medidas. Os municípios podem adotar medidas para conter a propagação do vírus, mas até o momento, também não se manifestaram.

As autoridades sanitárias e cientistas do mundo inteiro têm reiteradamente alertado para a importância da vacina no controle dos casos graves e a manutenção das medidas não farmacológicas como o uso correto das máscaras (de qualidade e cobrindo boca e nariz), distanciamento social e higienização das mãos com água e sabão e quando não for possível: álcool em gel 70º como barreira de proteção.

Vacinas


A segunda dose deve ser aplicada 21 dias após a primeira dose e somente ela protege contra a forma grave da Covid-19.

A dose de reforço deve ser aplicada após 04 meses da aplicação da segunda dose, nas pessoas de 18 anos de idade ou mais.

As crianças devem acompanhar a divulgação do calendário, por enquanto, devido o número de doses disponíveis, neste momento, estão sendo vacinadas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e em abrigos institucionais.

Imagem ilustrativa e orientativa do uso correto da máscara pela Freepik

Unioeste 1144x250px