1444x150

EDUCAÇÃO

São Francisco celebra inauguração do Cmei Sâmia Luíse Sanches Chiella

O Cmei poderá receber até 200 alunos em meio período - de imediato, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) chamará, até o fim do mês, 50 crianças que estão na fila de espera
18/03/2022 - 17:36
Por Prefeitura de Toledo


A comunidade do São Francisco está em festa! Em clima de muita emoção, foi inaugurado, na manhã desta sexta-feira (18), o Centro Municipal de Educação Infantil Sâmia Luíse Sanches Chiella, o terceiro na região e o 29º do município. A obra, com 582,22 metros quadrados de área edificada, foi executada pela Buhring Construções Ltda e está localizada na esquina das ruas Jacob Alfredo Kaefer e Francisco Finkler.

Ao todo, mais de R$ 994 mil foram investidos no espaço: R$ 807 mil na construção propriamente dita e R$ 187 mil na aquisição do mobiliário. Com cinco salas de aula e uma brinquedoteca, o Cmei poderá receber até 200 alunos em meio período - de imediato, a Secretaria Municipal da Educação (Smed) chamará, até o fim do mês, 50 crianças que estão na fila de espera.

Autoridades políticas e comunitárias prestigiaram a solenidade, que também contou com a presença de familiares de Sâmia, menina de 8 anos de idade que faleceu em 7 de janeiro de 2018 após uma luta árdua contra o câncer. Várias homenagens foram prestadas a ela (confira biografia no fim da matéria), a começar pela mãe, Silvana Sanches, que cantou, na companhia da amiga Andreia Merliane, a canção “Vamos Construir”, sucesso da década de 1990 eternizado nas vozes de Sandy e Junior e de Chitãozinho e Xororó.

Em seguida, uma mensagem emocionante foi lida por Dayane Gracite ao mesmo tempo em que a diretora do Cmei, Edilaine Ortiz Condé de Souza, recebia uma caixa de acrílico que continha uma boneca com feições semelhantes às de Sâmia. “Tal como cantei, este espaço é uma ponte que liga a necessidade que nossas crianças têm de uma educação de qualidade ao desejo das lideranças que querem o bem de Toledo. É emocionante saber que esta estrutura tão linda recebeu o nome da minha filha”, comenta Silvana. “Perder a Sâmia tão jovem foi a maior que tive e só estou de pé porque Deus me segurou pela mão. Tenho muito a agradecer a Ele, mas hoje quero manifestar minha gratidão a todos aqueles que tiraram esta obra do papel”, destaca o pai da homenageada, Leandro Chiella. 

Quem foi Sâmia Luíse Sanches Chiella?

Filha da professora Silvana Aparecida Galdino Sanches e do publicitário Leonardo Filipi Chiella, Sâmia nasceu em 6 de setembro de 2009. Moradora da Vila Industrial, ingressou em 2013 na turma do pré-escolar da Escola Municipal Egon Werner Bercht. 

Sempre foi uma criança muito saudável, mas em 2015 foi diagnosticada com câncer e iniciou uma longa batalha contra esta doença. Ao lado dela, sempre pôde contar com o amor e o apoio tanto da família quanto da comunidade escolar da qual fazia parte.

Segundo a diretora da Egon Werner Bercht, Rosângela Cristina Follmann Decarli, Sâmia era uma menina muito especial: doce, querida, meiga, amável e dona de um sorriso lindo. “Mesmo durante o tratamento, ela frequentava a escola sempre que o estado de saúde dela permitia. Jamais me esquecerei da força com que ela me abraçou pela última vez. Sua motivação em aprender ler e escrever, mesmo com suas limitações, nos deixa uma grande lição: não importa o tamanho da dificuldade, não se pode desistir nunca, seguir sua própria essência, pois existe sempre a esperança de que no final haverá algo maior”, comenta.

Sâmia iria cursar o 4º ano em 2018, mas não houve tempo de ela ir para a escola a tempo de iniciar aquele ano letivo. “Em 7 de janeiro, Deus a chamou para fazer parte da constelação de estrelinhas que hoje brilham lá no céu. Ela foi guerreira, lutou contra a triste doença que lhe tirou a vida, mas o seu deixar não deixou que as pessoas que conviveram com ela esquecessem da amável e adorável menina que partiu, deixando muitas saudades e lembranças maravilhosas. A partir de agora, este anjo que está no céu também estará presente no Cmei que tem o nome dela, cuidando das crianças que serão atendidas neste local”, acrescenta Rosângela.