Casa

EMPREENDEDORISMO

Mais de 10 produtores já participam do Projeto de Queijos Finos do Biopark

O objetivo da reunião foi apresentar expectativas, novidades e oportunizar interação entre o grupo.  
14/04/2022 - 18:48
Por Assessoria


Um encontro promovido pelo Biopark na última quarta-feira, 13, reuniu os produtores participantes do Projeto de Queijos Finos, coordenado pelo Laboratório de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Queijos Finos, do Biopark Educação. O objetivo da reunião foi apresentar expectativas, novidades e oportunizar interação entre o grupo.  

Atualmente, são 12 produtores integrados ao projeto de diferentes cidades do Oeste do Paraná. “Reunir os produtores é um momento muito especial para nós. O projeto só cresce graças a troca de experiência entre todos. Unidos somos mais fortes, e isso é o mais importante”, disse a fundadora do Biopark e grande entusiasta do Projeto de Queijos Finos, Carmen Donaduzzi. 

Antes que o queijo fino chegue até o consumidor, a equipe do Laboratório de Pesquisa trabalha nas etapas de desenvolvimento de produtores; desenvolvimento de queijos finos; transferência de tecnologia; registro de produtos; controle de qualidade e capacitações. A participação no Projeto não tem custo para os produtores. 

Já são mais de 30 tecnologias em desenvolvimento, inspiradas em queijos produzidos na França, Canadá, Itália, Espanha, Suíça, Holanda, Inglaterra e Brasil. Com o apoio de Josef Lotscher, queijeiro com mais de 60 anos de experiência, as técnicas são repassadas para os produtores que estão inseridos no projeto. 

Já existem oito diferentes queijos registrados: Tipo Gouda, Tipo Morbier, Tipo Saint-Paulin, Tipo Brie, Tipo Camembert, Tipo Petit Brie Triplo Creme, Creme de Brie e Cheddar D’Or. Dois queijos estão com a tecnologia em processo de transferência, o Tomme Negro D’Oeste e Tipo Saint-Marcellin. “O objetivo é entregar, além da tecnologia, muito conhecimento para os produtores. A partir disso, além de produzirem com maior qualidade, também vão aumentar a sua renda”, afirmou Kennidy de Bortoli, Pesquisador no Projeto. 

Sucesso do negócio 

Para que a produção de queijos finos seja um negócio rentável, os produtores contam também com o apoio da equipe de Sucesso do Biopark – que é responsável por auxiliar no crescimento das empresas que fazem parte do Ecossistema. O suporte contempla o direcionamento para mentorias em diversas áreas, desde o financeiro, marketing, comercial, entre outras. 

Interessados em saber mais e ingressar no Projeto podem entrar em contato pelos telefones (45) 2036-3623 e (45) 9 9122-8597, pelo site biopark.com.br/queijosfinos ou diretamente pelas redes sociais do Biopark.