Casa

GERAL

Maio Amarelo: estímulos ao cérebro auxiliam no enfrentamento ao medo de dirigir, perdas ou diminuição de reflexos

Exercitar o cérebro faz do trânsito um local mais seguro para todos 
17/05/2022 - 15:01
Por Assessoria


Neste mês o Brasil celebra o chamado Maio Amarelo, 31 dias para lembrar de boas ações e de conscientização no trânsito que devem ser exercidas 12 meses por ano. O intuito é deixar as áreas de trafego mais seguras para todos: desde o mais vulnerável que é o pedestre, até os condutores dos veículos pesados.
No foco das ações, por todo o País, estão movimentos para estimular a travessia correta na faixa de pedestre, atenção às regras e legislações e o cuidado mútuo.
Pode não parecer muito óbvio, mas todos fazem parte do trânsito, de uma forma ou de outra. Andando a pé, na condução de uma bike, de motocicletas, nos carros, nos caminhões, em ônibus e mais recentemente os patinetes e veículos elétricos que têm tomado conta das ruas e avenidas.
Mas para uma vida saudável e equilibrada no trânsito é preciso que todos desempenhem bem o seu papel.

A insegurança na primeira condução
Não tem sido incomum jovens chegarem às autoescolas cheios de insegurança e medo de assumir uma condução. Pessoas inseguras podem estar mais propensas a não tomar as decisões acertadas com a agilidade que são exigidas. 
Sim, é possível lidar com isso de forma saudável, com aspectos que serão levados para toda uma vida.
Há ainda aqueles que enfrentam bloqueios psicológicas, o nervosismo os impede de ser aprovados nos testes determinados pelo Detran, questões que podem ser superadas com melhora cognitiva a partir da concentração e atividades específicas de estímulo cerebral. Aqui não se aplica, por exemplo, pessoas com graves problemas cognitivos, psicológicos ou psiquiátricos que precisam de atendimento médico e medicamentoso específicos.

Envelhecimento ao volante
Mas o que falar da sociedade que naturalmente está envelhecendo e por vezes muitos perdem noção de espaço, sofrem com a diminuição dos reflexos ou se tornam mais lentos para tomar atitudes que possam evitar acidentes ou incidentes?
Você sabia que todos esses aspectos podem ser treinados e desenvolvidos a partir da ginástica para o cérebro?
Exercitar o cérebro, em todos esses pontos e em todas as idades, é essencial para manter uma mente saudável e proporcionar um trânsito mais seguro, para todos.
O Supera, escola especializada em ginástica para o cérebro, atua com atividades sensoriais e que mantém o cérebro ativo e saudável.
A diretora franqueada do Supera em Cascavel, Ana Caroline Semi lembra que a partir das aulas semanais é possível atingir uma mente saudável, com mais concentração, raciocínio, memória, criatividade e autoestima. 
O objetivo está na qualidade de vida em todos os meios.
No trânsito, a atenção é ponto chave para se manter equilíbrio e a boa convivência.
Os idosos têm um processo de envelhecimento natural dos sistemas e órgãos que apresentam mudanças genéticas e fisiológicas.
No cérebro estas mudanças ocorrem caracterizadas, em alguns aspectos, como uma maior lentidão na atividade sináptica, ou seja na comunicação das células neurais e na lentidão do fluxo denominado como axoplasmático, que sinalizam um tempo maior de trocas de informações entre o corpo do neurônio para gerar uma sinapse (informação).
Do ponto de vista estrutural e anatômico, o cérebro da pessoa idosa tem uma composição menor, devido ao aumento dos sulcos e diminuição dos giros, destacamos que acontece uma redução volumétrica normal do cérebro do indivíduo, compatível com o processo de envelhecimento natural, o que não significará que há a presença de uma patologia.
“Os cuidados com a saúde do cérebro devem ser considerados durante todo o ciclo de vida, ou seja durante o processo de desenvolvimento, pois se está interagindo constantemente com o meio e otimizando o processo de aprendizagem, isso se reflete na vida. No trânsito, com a segurança que ele exige, isso não é diferente”, reforça Ana.
Em Cascavel o Supera está na Rua Castro Alves, 2172, Centro. Têm dúvidas e quer conhecer mais? Ligue ou envie uma mensagem pelo WhatsApp 45 9 9900-2026.