1444x150

CIÊNCIA

Cientistas britânicos desenvolvem método para diagnóstico precoce de Alzheimer

Pesquisadores desenvolveram um diagnóstico deda doença ainda em estágio inicial com 98% de acerto
21/06/2022 - 11:02
Por Tv Cultura


Cientistas britânicos desenvolveram um diagnóstico de Alzheimer ainda em estágio inicial com 98% de acerto. De acordo com os autores do estudo, os testes podem ser adaptados pelos hospitais, uma vez que utilizam equipamentos que geralmente já são encontrados nos estabelecimentos de saúde.

Normalmente, a identificação da doença é mais difícil durante a fase inicial, o que pode dificultar no tratamento dos pacientes. Os pesquisadores do Reino Unido desenvolveram um sistema de aprendizado de máquina, fruto da inteligência artificial, para usar resultados ressonância magnética no diagnóstico.

Operação em Varginha (MG): Polícia Militar não libera agentes para prestarem depoimentos
Outro fator importante da pesquisa se dá na diferenciação de estágios iniciais e avançados de Alzheimer, acertada em 79% dos casos.

Ainda não há cura para a doença, mas o diagnóstico precoce permite tratamentos que dificultam o avanço dos sintomas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que, dentre as 55 milhões de pessoas que têm demência em todo o planeta, cerca de 60% a 70% convivem com Alzheimer.
Sem nome %28550 x 250 px%29
Sem nome %28550%c2%a0%c3%97%c2%a0250%c2%a0px%29 %281%29