Casa de not%c3%adcias 1144x150

POLÍTICA

Em Toledo deu Osmar, mas Richa leva no estado

Em Toledo, Osmar Dias (PDT), diferente da vontade do restante do estado, foi o preferido para o governo. O candidato pedetista fez 33.813votos, enquanto que seu adversário, Beto Richa (PSDB), fez 31.700.  Na sequência, confira os deputados que foram eleitos.

 


 

03/10/2010 - 19:56


Mesmo assim, um dos articuladores na região da campanha do peessedebista, o vereador Luis Fritzen, presidente do PP de Toledo, avalia que o resultado superou as expectativas. “Trabalhamos muito duro para que isso acontecesse, no inicio da disputa para cada voto do Beto, existiam quatro do Osmar e conseguimos mudar isso (...) o PP está no governo em Toledo há 14 anos e nunca tivemos um governador que fosse da nossa base. Os recursos que vêm do estado são financiamentos, nada a fundo perdido. Com um governo aliado, a cidade de Toledo terá muitos benefícios, vai crescer muito e só tem a ganhar”, reforçou.
Já o presidente da campanha de Osmar Dias na região, Neudi Mosconi, que foi candidato a deputado federal e alcançou pouco mais de 15 mil votos, disse que Osmar não teve uma votação mais expressiva e Beto cresceu nos últimos dias, “porque no Município a máquina pública foi direcionada para trabalhar pela e na campanha tucana”.
No Paraná a decisão não precisará de segundo turno. Beto Richa alcançou mais de 52,44% dos votos válidos – 3039774 votos – enquanto que Osmar alcançou 2645341 votos, 45,63% dos votos válidos.
 

Gleisi é a mais votada para o Senado


No Paraná, 21 candidatos disputavam duas cadeiras no Senado Federal. A única mulher a disputar uma delas, foi a mais votada. Gleisi  Hoffmann alcançou em Toledo 44.454 votos e no estado foram 3.196.468. Roberto Requião fez 33.740 votos em Toledo e 2.691.557 no Paraná e ficou com a segunda vaga.

Texto Juliet Manfrin

Imagem: Vitor Pinheiro