Banner topo divulga%c3%87%c3%83o

Compassion 857747 1920

EDUCAÇÃO

Capes abre inscrições de projetos que tratam sobre epidemias

Pesquisadores têm até as 17 horas de 30 de abril para participar

07/04/2020 - 15:49
Por Assessoria de Comunicação Social, com informações da Capes Ministério da Educação


  • Laboratory 2815641 1920

    Imagem de Michal Jarmoluk por Pixabay

Os programas de pós-graduação que estudam epidemiologia, infectologia, microbiologia, imunologia, bioengenharia e bioinformática já podem realizar as inscrições de projetos no Programa de Combate às Epidemias da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Os pesquisadores têm até as 17 horas de 30 de abril para participar.

Serão financiadas até 30 propostas e concedidas 900 bolsas de doutorado e pós-doutorado, com investimento de até R$ 70 milhões. Os projetos selecionados receberão até 18 bolsas de pós-doutorado e 12 de doutorado, além de receber R$ 345 mil em custeio e verba de capital. As propostas devem ser submetidas, exclusivamente, por meio do endereço eletrônico: https://inscricao.capes.gov.br/individual.

Para o presidente da Capes, Benedito Aguiar, as universidades brasileiras têm um grande potencial, que precisa ser aproveitado e valorizado. "Neste momento de grande apreensão na sociedade brasileira, a Capes intensifica o seu apoio aos programas de pós-graduação”, disse.

De acordo com Julival Ribeiro, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia, o investimento em pesquisas como as apoiadas pela Capes neste edital é fundamental. Para ele, o mundo não estava preparado para enfrentar a pandemia de coronavírus. “Não sabemos quando teremos outra pandemia de gripe, mas ela virá”, afirmou.

A iniciativa prevê o apoio a grupos de pesquisadores que estudem sobre surtos, endemias, epidemias e pandemias. A medida vai auxiliar tanto no entendimento e enfrentamento da atual crise de coronavírus, como no preparo do país para novos surtos. 

Para ele, investir agora em projetos de pesquisa sobre inquérito epidemiológico, desenvolvimento de diagnósticos e formas de tratamentos ajudará a academia a estar mais bem preparada para dar respostas às futuras pandemias. 

Conheça mais sobre o programa aqui: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=87291